6ª Parada do Orgulho LGBTI+ de Aparecida tem data e tema definidos

6º edição da Parada do Orgulho LGBTI+ de Aparecida de Goiânia terá concentração a partir das 14h | Foto: Reprodução
6º edição da Parada do Orgulho LGBTI+ de Aparecida de Goiânia terá concentração a partir das 14h | Foto: Reprodução

A 6ª Parada do Orgulho LGBTI+ de Aparecida de Goiânia será realizada no dia 15 de julho, um domingo, a partir das 14h.

A concentração será na Avenida Uru, esquina com Av. Rio Verde, próximo ao Buriti Shopping.

Já o percurso pelas ruas deve começar às 18h e o trajeto será o mesmo das edições passadas.

publicidade
Tatico 300×250 – Setembro

LEIA MAIS: Deu Praia 2018 já começou em Goiânia: confira programação completa

Espera-se que a parada reuna entre 10 e 15 mil pessoas, de acordo com expectativa da Comissão Organizadora.

A manifestação LGBT é a segunda maior do Estado de Goiás.

Programação

O tema para a edição deste ano é “Nosso voto, nossa força. Por um Goiás sem LGBTI+fobia!”.

A escolha foi realizada após acordo entre ONGs que apoiam a Parada. A intenção é  promover entre a sociedade a reflexão sobre a necessidade de eleger candidatos que representem essa parcela da sociedade.

A grade cultural inclui presentações musicais, shows com drag queens, grupos de danças, bondes e DJs.

Já na parte política, haverá distribuição de materiais informativos e insumos de prevenção das IST/AIDS, Sífilis e Hepatites Virais.

Na concentração, será feita a aplicação do Teste Rápido com Amostra de Fluído Oral, Vacinação contra Sífilis e Hepatites Virais.

Também será incentivada a prática de atividades que visam à saúde, esporte e lazer.

Violência

O Brasil é o país que possui os maiores índices de assassinatos e violência contra a população LGBTI+.

Estatísticas apontam um assassinato por dia nos últimos 3 anos, além das agressões verbais, físicas e psicológicas.

O movimento defende a implantação de leis e políticas públicas que defendam os direitos dessa população.

Isso porque não há legislação específica de reparo aos LGBT+, como há para mulheres, idosos, negros e  indígenas, por exemplo.

Mudanças

Neste ano, a nomenclatura LGBT ganha mais um símbolo adicionado à sigla: “+”.

O acréscimo se explica pelo entendimento do movimento nacional da necessidade de incluir aqueles que não se consideram enquadrados em algum padrão sexual ou de gênero específico.

Recentemente, o mesmo movimento havia incluído mais um I à sigla, representando os intersexuais (pessoas que nascem com os dois sexos).

Parada do Orgulho LGBTI+ de Aparecida de Goiânia

O evento é uma realização da PARADA-GO (Associação da Parada de Goiás), em parceria com o Grupo da Diversidade LGBT de Anápolis (Associação GDA), Associação Gabiroba LGBT de Aparecida de Goiânia, GuerreirXs LGBT de Senador Canedo, Grupo Ipê Rosa/Oxumaré de Trindade.

Conta com o apoio da Coordenação Estadual de DST/AIDS; da Prefeitura Municipal de Aparecida de Goiânia e suas secretarias, além dos órgãos da segurança pública: Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, SAMU, Guarda Civil Metropolitana e também do Buriti Shopping, que há 03 anos apoio financeiramente o evento.

Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter