“Foi tudo um engano”, disse o advogado de Leonardo sobre o caso da detenção do cantor

Segundo advogado, alguém colocou a munição na mala do cantor por engano
Segundo advogado, alguém colocou a munição na mala do cantor por engano

O caso da detenção de Leonardo, na última sexta-feira (31/1), no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, teve mais informações. Segundo o advogado do cantor, que foi pego portando 22 cartuchos de munição de uma arma calibre 22, Cleber Lopes, tudo não passou de um mal entendido.

De acordo com o defensor, que deu entrevista ao Correio Braziliense, o sertanejo estava na casa de um amigo, na última semana, que possui o porte de arma. Ele afirma que alguém arrumou a mala do artista e colocou as balas lá por engano.

Cleber reforçou a defesa de engano ao dizer, que “ninguém é louco de passar em detector com munição na mala”.

Na ocasião, Leonardo pagou fiança de R$ 10 mil para ser liberado.

Comentários do Facebook