Abrasel vai contra policiais armados fora do horário de trabalho

O incidente ocorrido no último final de semana, quando dois policiais trocaram tiros em uma casa de eventos em Goiânia, trouxe novamente à tona um assunto que tem sido motivo de preocupação da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel). Trata-se do controle da entrada de policiais armados nos estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar, para a entidade, fator determinante para que problemas similares deixem de ocorrer tanto na capital e no estado.

É antiga a demanda da Abrasel para que o Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO), coíba o porte de arma de agentes da polícia, fora do horário de trabalho, em boates, casas noturnas, eventos e similares, em função de vários casos de violência já constatados. A entidade acredita que a portaria que proibiu policiais civis e militares de portarem armas, no momento de sua folga, na Exposição Agropecuária de Goiânia foi uma medida importante que deve ser estendida.

A Abrasel Goiás solicitou reunião com o governador Marconi Perillo para tratar o assunto e cobrar providências.  Não é a primeira vez que a entidade solicita ao Governo do Estado medidas cabíveis para impedir que policiais armados, fora do expediente, adentrem em festas, boates, festas e outros estabelecimentos similares.

Comentários do Facebook