Adolescentes confessam crime de racismo contra filha de Bruno Gagliasso

Adolescentes confessam crime de racismo contra filha de Bruno Gagliasso| Foto: Reprodução/ Instagram
Adolescentes confessam crime de racismo contra filha de Bruno Gagliasso| Foto: Reprodução/ Instagram

As polícias de São Paulo e Rio de Janeiro deflagraram nesta terça-feira, 20, a Operação Gagliasso com objetivo de cumprir três mandados de busca e apreensão obtidos durante a investigação sobre as ofensas raciais sofridas pela filha dos atores globais Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank.

Segundo o jornal Extra, foram apreendidos celulares durante a operação e sete pessoas foram conduzidas à delegacia para prestarem esclarecimentos. Entre elas, um adolescente de 17 anos, que confessou ser um dos autores das ofensas dirigidas à criança, de 3 anos.

LEIA MAIS: Quadrilha de travestis é presa suspeita de homicídios em Goiânia

publicidade

O menor explicou que uma outra jovem, de 14 anos, teria criado o perfil falso na rede social para fazer as ofensas, acreditando que assim ficaria impune. Ela confessou participação no ato em conversa com a polícia.

A delegada Daniela Terra, titular da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), informou que três mandados de busca e apreensão foram cumpridos na cidade de Guarulhos e um em Itaquaquecetuba, ambos em São Paulo.

“O curioso é que os dois adolescentes eram de cor parda. Eles vão responder por ato infracional. Acreditaram que não ia dar em nada e se disseram arrependidos”, afirmou a delegada.

Relembre o caso

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestam queixa à polícia após o comentários racista |Foto: Reprodução/Fabio Guimaraes / Agência O Globo
Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank prestam queixa à polícia após o comentários racista |Foto: Reprodução/Fabio Guimaraes / Agência O Globo

Em novembro deste ano, a filha, de 2 anos, dos atores Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank foi vítima de racismo em uma rede social da Giovanna. Titi foi xingada por um internauta – cujo perfil foi apagado – de ”macaquinha” no espaço para comentários de uma foto com a mãe.

“Vocês tinham que adotar uma menina de olhos azuis isso sim iria combinar e não aquela pretinha parece uma macaquinha #lugardepretoénaafrica!”, escreveu o usuário anônimo. E ainda complementou: ”Você e seu marido até que combinam mas a criança que vocês adotaram não combinou muito porque ela é pretinha e lugar de preto é na África”.

“Racismo se combate com amor e Justiça. E é por isso que eu estou aqui, para ir atrás de quem fez. Eu tenho cem por cento de certeza que a polícia vai achar, e que eles vão pagar pelo que fizeram”, declarou o ator.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter