Sistema de vigilância será capaz de identificar sangue e corpos nas ruas de Aparecida | Foto: Ilustrativa

A partir de novembro, Aparecida terá mais de 600 câmeras de monitoramento em sistema de vigilância à disposição da Segurança Pública na cidade.

Novos equipamentos já adquiridos serão instalados em outubro e vão abranger 120 dos 246 bairros aparecidenses.

No mês seguinte, o monitoramento será iniciado em fase de testes e integrará o programa Cidade Segura.

Serão 400 novas câmeras do modelo Speed Dome (com mobilidade de 360°) e 200 do tipo Bullet (fixas).

Recentemente adquiridas, elas serão somadas às 50 já em operação.

Todo esse aparato funcionará 24 horas por dia, integrando Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Civil, Guarda Metropolitana, Samu e Defesa Civil.

Segundo afirmou ao “O Popular” o secretário municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, Cleomar Rocha, a intenção é reduzir os índices de violência e criminalidade.

Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação de Aparecida, professor Cleomar Rocha | Foto: Reprodução

Detecção automática de sangue e corpos

Aparecida já conta com uma central de monitoramento das câmeras existentes na cidade.

Além do monitoramento nas ruas, há câmeras em todas as 63 escolas da rede municipal, que também passarão a ser integradas na Segurança Pública.

No sistema atual, agentes observam os monitores em busca de irregularidades e, quando as detectam, acionam as unidades policiais mais próximas.

Mas, a partir de novembro, a central utilizará 1 sistema automatizado com inteligência artificial para reconhecimento de padrões.

De acordo com as informações do secretário, o software é capaz de identificar sangue e corpos no chão durante a análise das imagens das câmeras.

Se a inteligência artificial tiver dúvida a respeito de um alerta, os agentes humanos são acionados para confirmá-lo ou não.

Em seguida, um chamado pode ser emitido automaticamente para a polícia ou para o socorro médico.

Segundo Cleomar Rocha, a medida possibilitará uma distribuição mais estratégica dos serviços de segurança e emergência, por meio da observação dos locais com mais demanda.

Bairros

Para escolher os bairros em que serão instaladas as câmeras, a prefeitura levou em conta os seguintes fatores:

  • mancha criminal;
  • densidade populacional;
  • e população em situação de vulnerabilidade.

Assim, o monitoramento foi implantado em áreas de grande demanda, como:

  • Avenida Igualdade;
  • Avenida São Paulo;
  • Avenida Tapajós;
  • escolas municipais e unidades de saúde;
  • e pontos no Jardim Tiradentes.

Exposição de aviões, helicópteros e drones será realizada em Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook