ar-condicionado automotivo
Muitas dúvidas surgem quando o assunto é ar-condicionado automotivo | Foto: Pixabay

Uma mensagem compartilhada pelo WhatsApp intrigou internautas de todo o Brasil nos últimos dias.

“Nenhum vendedor de automóvel lhe orienta sobre isso, talvez nem saibam, mas você não deve ligar o ar-condicionado do carro quando estiver em alta velocidade”, dizia o texto.

Mas o Folha Z foi atrás e descobriu: é mito.

De acordo com o especialista na área Arilson Silva, carros mais novos não apresentam problema algum em relação à velocidade ou o momento de acionar a refrigeração.

“O ar foi feito para ser solicitado a qualquer momento. Imagina estar a 100 km/h e precisar parar para desligar o ar?”, indagou.

Outro problema dos carros antigos, que não tinham injeção eletrônica ou módulo, era ter que desligar o ar antes de desligar o motor do veículo.

Situação que não se repete em modelos novos.

Potência

“Com ar-condicionado original de fábrica, em aceleração maior para ultrapassagem ou subida, o ar é desligado automaticamente. Mas a temperatura continua baixa porque o ventilador continua funcionando. É o chamado ar inteligente”, comentou o especialista.

Mas ele destaca: se o ar tiver sido instalado à parte, é possível que a potência do carro caia durante o funcionamento.

Segundo ele, o grande problema em relação ao ar é o mesmo que acomete qualquer componente automotivo: a falta de manutenção.

Para o ar-condicionado, a recomendação é trocar o filtro de cabine a cada seis meses e fazer a higienização do automóvel.

No vídeo abaixo, o canal do YouTube Dr Carro também desmistificou várias informações a respeito do equipamento. Confira!

Vistoria de carro no Detran Goiás: onde fazer e como agendar


Acompanhe o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook