Araújo Jorge pode parar atendimento devido a crise financeira

Hospital Araújo Jorge enfrenta crise financeira grave (Foto: Reprodução)
Hospital Araújo Jorge enfrenta crise financeira grave (Foto: Reprodução)

Referência no tratamento de câncer no Centro-Oeste, o Hospital Araújo Jorge pode deixar de atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) por falta de verba. A Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCG), responsável pela administração do hospital, anunciou o problema nesta segunda-feira (1/8).

Segundo o presidente da ACCG e médico Paulo Moacir Campoli, a crise tem três motivos principais. O primeiro é a corrupção, que resultou na destituição dos gestores em 2012 na Operação Biópsia, do Ministério Público, e deixou dívida de R$ 80 milhões. O segundo é a crise financeira e o terceiro, a alta do dólar.

LEIA MAIS: Açougue é autuado em Goiânia depois de família passar mal consumindo carne do local

O que dificulta o atendimento pelo SUS seriam os valores determinados pela tabela do sistema, congelados há quase 20 anos, deixando prejuízos para o hospital.

A administração do hospital agendou coletiva de imprensa na manhã da próxima terça-feira (2/8) para divulgar mais detalhes sobre a crise enfrentada pelo Araújo Jorge.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook