O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) planeja anunciar nesta 3ª feira (30) a prorrogação do auxílio emergencial de R$ 600.

A informação foi confirmada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, em audiência pública por videoconferência na Comissão Mista do Congresso Nacional

A ideia preferida pelo Governo era a de pagar a prorrogação em 3 parcelas de R$ 500, R$ 400 e R$ 300.

Contudo, o benefício será mantido no valor atual de R$ 600, mas dividido.

Entenda

A 1ª parcela prorrogada do auxílio emergencial será paga integralmente no valor de R$ 600. Já a 2ª, será quitada em 2 vezes.

A Lei que criou o benefício diz que, caso seja prorrogado o programa, o governo é obrigado a manter o valor original.

“A lei obriga o pagamento de R$ 600 em um mês e R$ 600 no outro. Então vamos fazer três meses de cobertura, com dois pagamentos em um mês”, explicou Guedes.

Caixa inicia o pagamento do saque emergencial do FGTS


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook