PC pede prisão de caminhoneiro que fingiu sequestro em Aparecida

Segundo investigação, ele estava descontente com cortes de ponto feitos pela empresa e fugiu do Estado levando R$ 20 mil

Em junho, após o desaparecimento do caminhoneiro, o veículo foi encontrado carregado de bebidas e a 1ª suspeita foi de sequestro | Foto: Divulgação / PC
Em junho, após o desaparecimento do caminhoneiro, o veículo foi encontrado carregado de bebidas e a 1ª suspeita foi de sequestro | Foto: Divulgação / PC

A Polícia Civil pediu a prisão preventiva de um caminhoneiro suspeito de fingir o próprio sequestro em Aparecida de Goiânia.

A medida foi tomada após a conclusão do inquérito sobre o caso, ocorrido em junho deste ano.

De acordo com a PC, a empresa de transportes para a qual ele trabalhava realizou uma auditoria sobre os fatos.

Com os dados, a equipe concluiu que o homem de 32 anos descumpriu procedimentos padrões da empresa.

Ao invés de depositar no cofre do caminhão os valores que recebia após as entregas, ele estava guardando o dinheiro consigo.

O delegado responsável pelo caso, Carlos Levergger, da 5ª Delegacia de Polícia de Aparecida, também relatou que o caminhoneiro estava descontente com os cortes de pontos feitos pela empresa.

Isso porque o homem havia sido preso por violência doméstica e, durante o tempo de prisão, teve suas horas de trabalho cortadas.

Investigação

Em junho, após o desaparecimento do caminhoneiro, o veículo foi encontrado carregado de bebidas.

O caminhão estava no Bairro Ilda, abandonado e com as portas abertas.

Todas essas circunstâncias levaram a polícia a acreditar, em um 1º momento, que o homem tinha sido vítima de um sequestro.

Investigações posteriores, porém, chegaram à conclusão de que ele teria, na verdade, subtraído R$ 20 mil da empresa e fugido para outro Estado.

Operação 2 Rodas apreende motos irregulares e furtadas em Aparecida


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook