Cantora Joelma se tornará oficialmente cidadã goiana. Entenda

Ela atualmente mora em Goiânia e está cada vez mais próxima do sertanejo e da cultura regional

Cantora Joelma recebe Título de Cidadã Goiana na noite desta quarta, 12 | Foto: Reprodução
Cantora Joelma recebe Título de Cidadã Goiana na noite desta quarta, 12 | Foto: Reprodução

A cantora Joelma receberá Título de Cidadã Goiana em sessão especial da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) na noite desta quarta-feira, 12.

A cerimônia será realizada às 19h30, no Plenário Getulino Artiaga.

A iniciativa é do deputado Marlúcio Pereira (PRB).

Em justificativa, o parlamentar argumenta que Joelma é conhecida internacionalmente.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

Ela já se apresentou em Portugal, Espanha, Alemanha, Suíça, Itália, Angola, Cabo Verde, Estados Unidos, Paraguai, Argentina, Perú, Japão, França e outros países.

Marlúcio também aponta que a cantora Joelma foi homenageada em 2017 pela a Festa Nacional da Música, na qual recebeu um prêmio agradecendo pela contribuição à música brasileira.

“Sem falar que escolheu Goiânia, capital do Estado, para levantar essa bandeira em uma nova etapa da vida dela. Portanto, Joelma é merecedora de tamanha honraria”, argumentou o deputado.

Joelma

Joelma da Silva Mendes, a Joelma, ex-vocalista da Banda Calypso, é natural de Almeirim (PA), mas atualmente reside em Goiânia.

Ela nasceu em 1974 e deu início à sua carreira cedo, já em meados de 1992.

Eventualmente, tornou-se cantora, compositora, estilista, empresária, coreógrafa, dançarina e produtora musical.

Ficou amplamente conhecida por ser vocalista da Banda Calypso, com a qual gravou 13 álbuns de estúdio.

Além de ter vendido cerca de 20 milhões de discos, Joelma foi eleita por quatro vezes uma das mulheres mais sexy do mundo pela revista masculina VIP.

Em 2015 ela deixou a banda e prosseguiu sua carreira como cantora solo.

LEIA MAIS: Joelma vai morar em Goiânia para se aproximar do sertanejo


Acompanhe tudo que acontece em Goiás seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook