Carnaval altera trânsito e linhas de ônibus em Goiânia no fim de semana

Confira os desvios e o horário de interdição das vias

trânsito Carnaval Goiânia
Trânsito sofrerá alterações durante o Carnaval, em Goiânia | Foto: Reprodução

Por causa das festividades do pré-carnaval em Goiânia, algumas vias da capital serão bloqueadas neste sábado, 15.

A Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) fará a interdição da Avenida 85, entre as avenidas T-63 e T-11, para a concentração final dos blocos do Carnaval dos Amigos, a partir das 15h.

Também serão bloqueados trechos das vias que fazem interseção com o local da folia:

  • Avenida Mutirão;
  • T-57;
  • T-11;
  • T-59;
  • T-60;
  • T-62;
  • Avenida Edmundo Pinheiro de Abreu;
  • Rua 1121;
  • Alameda Coronel Joaquim Bastos;
  • Rua 1124.

Transporte Coletivo

No sentido Centro/T-63, o desvio das 8 linhas será pela Rua T-55, Av. T-2, Av. T-5 e T-63.

Já as linhas que fazem a rota T-63/ Centro/Campinas, haverá 2 opções de circulação:

  1. na primeira, as linhas seguem pela Praça do Chafariz, avenidas T-63, T-4 e T-10;
  2. na segunda opção, o ônibus que segue pela S-1, entrará na Avenida T-13, seguirá até a Alameda Couto Magalhães, entrará à esquerda na Avenida Edmundo Pinheiro de Abreu e à direita na Coronel Eugênio Jardim até a Alameda Ricardo Paranhos, de onde retomará o acesso à Av. 85.
linha de ônibus Carnaval Goiânia
Mapa da alteração das linhas de ônibus durante o Pré-Carnaval, em Goiânia | Foto: Divulgação/CMTC

Carnaval dos Amigos

A previsão dos organizadores do evento é receber 100 mil foliões no local. A concentração dos blocos tem início esperado para 18h e deve se estender até as 23h.

O trecho continuará interditado durante a madrugada para que a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg) faça a limpeza necessária.

Na manhã do domingo, após o fim do pré-Carnaval, o trânsito estará liberado no local.

CityBus 2.0 oferece vagas de motoristas para mulheres em Goiânia


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook