Os 7 carros mais problemáticos do mercado brasileiro

Índice avalia os carros mais difíceis no quesito financeiro | Foto: Reprodução
Índice avalia os carros mais difíceis no quesito financeiro | Foto: Reprodução

Na hora de comprar um carro, muitos consumidores são levados apenas pela emoção. Porém, é fundamental analisar o custo de manutenção do veículos ante de realizar a compra. E, para facilitar a sua vida, o Folha Z listou os 7 carros mais problemáticos do mercado brasileiro.

De acordo com o Índice Car Group, estudo que compara veículos quanto à facilidade e o custo de reparo, o modelo mais “encrenqueiro” do Brasil é o Novo Palio, que ganhou 50 pontos na escala que vai de 10 a 60.

O índice elaborado pelo Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi) testes de colisão dianteiras e traseiros nos veículos analisados (a maioria antes de seu lançamento comercial), faz reparos necessários e avalia peças envolvidas para chegar nos resultados. (Veja no vídeo ao lado.)

publicidade

LEIA MAIS: Os 5 carros mais roubados em Goiânia

Resultado

A escala é resultado da soma de pontos obtidos levando em conta o custo das peças, o tempo de reparo e valor de mão de obra, na qual a nota 10 é a melhor e 60 é a pior. Confira o que o índice apontou em sua mais recente avaliação:

1º lugar: Novo Palio – 50 pontos | Foto: Divulgação
1º lugar: Novo Palio – 50 pontos | Foto: Divulgação

 

2º lugar: Citroen C4 Lounge – 44 pontos | Foto: Divulgação
2º lugar: Citroen C4 Lounge – 44 pontos | Foto: Divulgação

 

3º lugar: Grand Siena – 43 pontos | Foto: Divulgação
3º lugar: Grand Siena – 43 pontos | Foto: Divulgação

 

4º lugar: Palio Fire – 41 pontos | Foto: Divulgação
4º lugar: Palio Fire – 41 pontos | Foto: Divulgação
5º lugar: Novo Uno – 41 pontos | Foto: Divulgação
5º lugar: Novo Uno – 41 pontos | Foto: Divulgação

 

6º lugar: Ford Ecosport – 35 pontos | Foto: Divulgação
6º lugar: Ford Ecosport – 35 pontos | Foto: Divulgação

 

7º lugar: Ford New Fiesta – 29 pontos | Foto: Divulgação
7º lugar: Ford New Fiesta – 29 pontos | Foto: Divulgação

 

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter