Clubes recreativos e parques aquáticos seguem interditados em Goiânia e Aparecida.

Na capital, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Ciência e Tecnologia de Goiânia (Sedetec) chegou a comunicar que avaliava o retorno dos clubes e até mesmo do zoológico entre outras atividades econômicas, no início da semana.

Porém, o Ministério Público de Goiás (MP-GO) apontou ilegalidade na medida e expediu recomendação nesta 4ª feira (2) para que sejam remetidos à Secretaria de Saúde os processos de pedidos de retorno de atividades, em razão das medidas de contenção à covid-19.

Pesque-pagues

Já em Aparecida, ainda não foi deliberada pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus a possibilidade de liberação de piscinas de parques aquáticos com a finalidade de lazer

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o uso de piscinas está autorizado apenas para atividades esportivas.

Na cidade, também segue restrita outra atividade que costuma ser uma das principais opções de lazer do aparecidense: os pesque-pagues.

Segundo a SMS, a questão ainda não foi deliberada pelo comitê.

LEIA MAIS 👉 Os bairros de Aparecida com mais potenciais transmissores da covid-19


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook