5 meses após sua morte, Soldado Walisson pode dar nome a praça no Colina Azul | Foto: Reprodução

Moradores do setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, querem homenagear o soldado Walisson Miranda Costa, assassinado no dia 22 de setembro dentro de uma viatura descaracterizada com um tiro na cabeça.

A intenção é dar o nome do policial a uma praça que está prestes a ser inaugurada no bairro, na rua Tico Tico.

De família humilde, Walisson cresceu e estudou em escolas da rede pública do Colina Azul.

De acordo com a Associação de Moradores, uma votação será realizada neste sábado (22) para definir o nome.

“Vamos nos unir e fazer essa bonita homenagem”, convocam os idealizadores em postagens nas redes sociais.

A votação será às 9h, na sede da Ação Social Unidos Venceremos, na Avenida Dom Fernando.

Os nomes sugeridos para escolha dos moradores são: Soldado Wallison Miranda, Maurício e Orozita.

Praça na rua Tico Tico, no setor Colina Azul, em Aparecida, está prestes a ser entregue | Foto: Reprodução
Praça na rua Tico Tico, no setor Colina Azul, em Aparecida, está prestes a ser entregue | Foto: Reprodução

Caso Walisson completa 5 meses

O próximo sábado (22) também marcará 5 meses do assassinato do policial militar.

Depois de 152 dias, a investigação da Polícia Civil não apresentou nenhum suspeito ou qualquer informação sobre a possível motivação.

A família do soldado, que já realizou protestos e até ofereceu recompensas em dinheiro, segue em busca de justiça.

Caso Walisson é transferido para a Delegacia de Homicídios de Goiânia


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook