Coluna de Quadrinhos – Brasil e super-heróis

O universo dos super-heróis dos quadrinhos é extenso e quando este assunto começa, logo se pensa nas comics estadunidenses. Capitão América, Homem Aranha, Batman e Superman, além de outra infinidade de personagens vem a mente.

Porém, o Brasil também tem uma forte gama de variados super-heróis. Alguns já foram publicados regularmente, outros foram lançados em fanzines e mais recentemente, ganharam os sites da internet. Vamos falar sobre alguns personagens das comics nacionais.

Raio Negro
Raio Negro

Raio Negro

Talvez o mais importante personagem do quadrinho nacional. Criado por Gedeone Malagola, o herói de trajes negros com um visor no estilo Ciclope e um anel parecido com o do Lanterna Verde surgiu na primeira metade dos anos 1960.

Apesar do visual “ciclopesco”, Raio Negro tem uma origem bem parecida com a do Lanterna Hal Jordan.  O herói, chamado de Roberto Salles, é um piloto militar da Força Aérea Brasileira, que encontra um anel negro vindo dos anéis de Saturno. Dentre os poderes, claro, está o de lançar raios negros. Atualmente é possível adquirir HQs do Raio Negro pela editora Jupiter II.

Você pode adquirir as histórias do herói aqui.

Justiça
Justiça

Justiça

Justiça é um personagem da editora virtual Blue Comics. Atualmente, a editora está se reformulando, mas o vigilante urbano, mesmo com poucas histórias (somente quatro edições), ficou bem conhecido no cenário nacional.

Thiago Figueiredo, ou Justiça, teve o pai assassinado, e por isso resolveu combater o crime com armas sem registro e um taco de basebol. Sua identidade de secreta é uma pintura facial de palhaço, mas no estilo mímico. As histórias do justiceiro se passam na cidade de São Paulo.

Conheça a fan page da Blue Comics.

Lagarto Negro
Lagarto Negro

Lagarto Negro

A identidade de Lagarto Negro é um mistério. O personagem, criado por Gabriel Rocha em 1998, atua na cidade do Rio de Janeiro. E como diz um texto no site do próprio personagem: “Não a ‘cidade maravilhosa’ dos cartazes de propaganda das agências de turismo, mas sim o submundo dos tablóides policiais. São eles que retratam uma realidade muito mais digna da atenção de um super-herói”.

O personagem não tem poderes especiais, apenas habilidade em artes marciais e conhecimento em técnicas de guerrilha urbana. Inicialmente publicado em fanzines, o personagem acabou ganhando repercussão e foi lançado pelas mãos de diversos outros artistas, inclusive sendo publicado por uma algumas editoras, em parceria com outros heróis.

Conheça mais.

Velta
Velta

Velta

Os quadrinhos de super-heróis nacionais também têm sua musa. Trata-se de Velta, a detetive. Criada nos anos 1970 por Emir Ribeiro, Velta atua em Belo Horizonte e tem mais de dois metros de altura (além de ser extremamente sensual)!

A personagem tem o poder de soltar descargas elétricas por qualquer parte do corpo e é uma exímia artista marcial. A personagem foi publicada inicialmente em jornais, mas logo seguiu para as revistas e fanzines, para então chegar aos álbuns luxuosos e livros.

Saiba mais e adquira HQs.

Gostou? Em breve falaremos de outros heróis nacionais.

Francisco Costa é jornalista e fã de quadrinhos – [email protected]

Comentários do Facebook