Coluna Na Marca do Pênalti – Sem Messi, Neymar será o cara do clássico

Na marca do Pênalti

Hoje é dia do maior e melhor clássico entre seleções. Brasil e Argentina vão para o “confronto” em Bueno Aires sob, ao mesmo tempo, a expectativa e a desconfiança dos torcedores.

O brasileiro ainda não esqueceu (e com certeza vai demorar pra esquecer) as derrotas na Copa do Mundo do ano passado para Alemanha e Holanda. Já os hermanos, apesar do vice-campeonato Mundial, começaram mal as Eliminatórias.

Neymar é a esperança da seleção de Dunga
Neymar é a esperança da seleção de Dunga

O duelo que se desenhava com absoluto favoritismo argentino, agora começa a ganhar contornos de igualdade e, acredite se puder, até de uma pequena vantagem brasileira.

Time de desfalques

Sem Messi, Aguero, Tevez, Zabaleta e Garay, os hermanos terão mais dificuldades do que se imaginaria contra a equipe do contestado Dunga.

Se por um lado a incerteza toma conta com tantos desfalques importantes, por outro, a tranquilidade parece pairar.

A volta de Neymar, após cumprir quatro jogos de suspensão, traz certo alívio ao grupo canarinho. A expectativa é que o craque brasileiro consiga fazer igual no Barcelona: assumir o protagonismo quando Messi não está em campo.

Comentários do Facebook