Coluna Na Marca do Pênalti – Hélio dos Anjos caiu porque perdeu a queda de braço com o atacante Érik

Na marca do Pênalti

Doriva. Esse pode ser o novo comandante do time esmeraldino. A equipe, que perdeu o rumo no Brasileirão, tenta agora reencontrar, principalmente, o caminho das vitórias e encerrar de vez o afastamento do atacante Érik.

O treinador foi procurado após as recusas de Sérgio Soares, atualmente no Bahia, e Hemerson Maria, recém-demitido do Joinville.

Doriva se encaixa no padrão esmeraldino. Um técnico sem muito nome no mercado e barato.

O ex-jogador dirigiu apenas três times (Ituano, Atlético/PR e Vasco), mas já conseguiu vencer um Campeonato Paulista e um Carioca. Os resultados são consideráveis.

Como é de praxe no futebol brasileiro, time que acumula uma sequência ruim de resultados sempre demite o treinador. É o famoso choque de gestão.

Hélio dos Anjos

No Goiás, mais do que os cinco jogos sem vencer e o choque de gestão, Hélio dos Anjos caiu porque perdeu a queda de braço com o atacante Érik.

Hélio dos Anjos encerrou sua quinta passagem pelo Goiás com uma demissão
Hélio dos Anjos encerrou sua quinta passagem no Goiás com uma demissão

O que vale mais: manter um treinador considerado por muitos como ultrapassado e que não conseguia mais obter bons resultados ou um jovem atacante, eleito revelação do último Brasileirão e que pode render um bom dinheiro aos cofres esmeraldinos?

Obviamente a decisão pesou a favor de Érik. A teimosia de Hélio em manter o jogador fora do time só lhe rendeu um desgaste com a cúpula esmeraldina e a consequente demissão.

Agora, caso Doriva aceite a proposta esmeraldina, será o famoso seis por meia dúzia. A única diferença será a volta do atacante Érik ao time titular.

Comentários do Facebook