Vacina contra Covid-19 vai priorizar idosos e jovens devem esperar até 2022 | Foto: GOVESP
Vacina contra Covid-19 vai priorizar idosos e jovens devem esperar até 2022 | Foto: GOVESP

Os jovens devem ficar de fora de uma possível etapa de vacina contra a covid-19 nos próximos meses após o seu lançamento.

Isto significa que a maior parte da população será vacinada apenas em 2022. A estimativa é da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A cientista-chefe da organização, Soumya Swaminathan, disse que, mesmo sendo rápido o desenvolvimento de uma vacina, não haverá capacidade de produção em série.

Segundo ela, é impossível imunizar bilhões de pessoas nos próximos meses.

“As pessoas tendem a pensar ‘no dia 1º de janeiro, a gente vai tomar a vacina e aí vai voltar ao normal’. Não vai funcionar assim porque nunca ninguém produziu vacinas neste volume”, explicou Soumya.

70%

Assim também, a diretora técnica da OMS, Maria van Kerkhove, reforçou o argumento para os jovens compreendam que os idosos serão as prioridades da vacina.

“Não teremos doses suficientes para vacinar os mais vulneráveis em todos os países e isso é muito crítico”, lamentou.

No contexto da imunidade de rebanho e a interrupção da transmissão, a expectativa da entidade é de que no mínimo 5 bilhões de pessoas sejam vacinadas, isto é, 70% da população mundial.

LEIA MAIS 👉 Aparecida negocia doses de vacina contra covid-19 de Israel


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook