OPINIÃO: A cultura do estupro

EDITORIAL: A cultura do estuproComentamos o caso que chocou o Brasil: “Nós devemos acreditar no depoimento da jovem e nas imagens horríveis que infelizmente foram espalhadas pela internet. Jamais poderíamos duvidar das palavras dela por causa de fatores que não envolvem o crime diretamente. A mulher violentada jamais deveria ser culpada pelo ato de seu agressor”

Publicado por Folha Z em Terça, 31 de maio de 2016

A cultura do estupro é uma construção que envolve crenças e normas de comportamento que banalizam, legitimam e toleram a violência sexual contra a mulher.

A notícia de que uma jovem foi estuprada por mais de 30 homens causou revolta na semana passada e reacendeu os debates sobre o assunto.

Mas a verdade é que a mulher é diariamente desumanizada e considerada um objeto. Muitas vezes, ela leva a culpa no lugar do seu agressor, só por estar com uma companhia errada, por estar no lugar errado ou até por usar uma roupa considerada curta.

Nós devemos acreditar no depoimento da jovem e nas imagens horríveis que infelizmente foram espalhadas pela internet. Jamais poderíamos duvidar das palavras dela por causa de fatores que não envolvem o crime diretamente. A mulher violentada jamais deveria ser culpada pelo ato de seu agressor.

Enquanto houver pessoas com esse pensamento, não poderemos nos livrar da cultura do estupro e dos crimes horríveis que ela propaga.

CONTINUE LENDO

Governador do RJ defende pena de morte para estupro coletivo

“A minha convicção é de que houve estupro”, diz delegada sobre o caso do Rio

Comentários do Facebook