Cutucando periquito com vara curta – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Torcedor vilanovense provoca adversário (Assista ao vídeo logo abaixo)
Torcedor vilanovense provoca adversário (Assista ao vídeo logo abaixo)

Cutucando periquito com vara curta

Muita gente se pergunta qual o motivo para tanto ódio entre as torcidas de clubes de futebol. Além da natural rivalidade, da zoeira e dos tradicionais insultos, um aspecto se destaca: a exagerada dose de provocação. A conquista de uma vaga na Série B em 2016, após a vitória sobre a Portuguesa em São Paulo, deixou a torcida do Vila Nova em estado de êxtase. A grande maioria pulou, ajoelhou, desfilou pelas ruas da cidade e reverenciou seus ídolos. Alguns “tigres pingados”, entretanto, resolveram se deslocar até a Serrinha para provocar o rival, atualmente moribundo na UTI da Série A.

Fumaça sem confusão

Postadas nas redes sociais, as imagens falam por si. E os responsáveis sequer tiveram a preocupação de esconder o rosto. Não houve agressão física ou depredação ao patrimônio do Goiás, mas a simples fumaça vermelha na sede do time adversário poderia se transformar no estopim para uma briga generalizada com consequências imprevisíveis. E se o destino providenciasse naquele momento a presença de um grupo de torcedores do Goiás nas proximidades? O estrago seria inevitável. É por essas e outras que o cidadão comum fica perplexo com a selvageria sem fim entre as torcidas.

Missão para boleiros

E por falar em Goiás, a escolha de Danny Sérgio, preparador físico e amigo dos jogadores, como novo técnico do clube tem nome no mundo do futebol: jogar a toalha. Os dirigentes Sérgio Rassi e Hailé Pinheiro assumiram publicamente que apenas um milagre pode salvar a equipe do rebaixamento. Sem alternativas, transferiram a responsabilidade para o desgastado gerente de futebol Harlei Menezes e o elenco desunido.

gfdhs
Transporte público é rejeitado pelo cidadão goianiense (Foto: Reprodução)

Tolerância zero

Se a rejeição ao transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia é de quase 80%, conforme constatou pesquisa realizada pelo Instituto Signates, as autoridades do setor deveriam ampliar e não restringir os serviços oferecidos aos usuários. A reação negativa às mudanças na região oeste da capital comprova que o mau humor da população pode aumentar e atingir patamar explosivo.

Exemplo de vida

Saber envelhecer é um dom. E a atriz global Yoná Magalhães soube conciliar mente e corpo como poucos, equilíbrio que perdurou por 80 anos. Pena que a atual geração esteja mais preocupada em dietas e exercícios como válvula de escape para frustrações e problemas de comportamento.

Fundo do poço

“Belo solta muito pum durante o sexo”, revela Gracyanne Barbosa. Esperava, sinceramente, não estar vivo para testemunhar a flagrante decadência do jornalismo. Ainda mais de um veículo da envergadura da “Folha de S. Paulo”. A partir de uma manchete tão profunda, a área da comunicação brasileira se transformou em terra arrasada.

Comentários do Facebook