Deficiente visual atira em mulher, erra e mata homem em bar no Jd Europa

Leonice é deficiente visual, tem estrabismo e visão baixa | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Leonice é deficiente visual, tem estrabismo e visão baixa | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma mulher foi apresentada pela Polícia Civil na última quinta-feira, 19, em Goiânia, após assassinar um homem com o auxílio do seu irmão. Um detalhe chamou a atenção: deficiente visual, Leonice Moreira de Sousa cometeu o homicídio por equívoco, ao errar os tiros que tinham como alvo outra mulher.

De acordo com o delegado Dannilo Proto, responsável pela investigação, a jovem de 23 anos apelidada de “Vesga” envolveu-se em uma briga de bar no Jardim Europa com outra mulher por “questões passionais”. Insatisfeita, contatou seu irmão, Maico Douglas Moreira de Sousa, de 26 anos.

Juntos, eles se apoderaram de duas armas de fogo e cometeram o crime no dia 11 de março. No entanto, ao atirar em direção ao desafeto de Leonice, a dupla acabou alvejando José Paixão dos Santos, de 59 anos. A vítima, que não tinha envolvimento com a briga, morreu no local.

LEIA MAIS: Mulher atropela manifestantes em protesto contra Temer, em Goiânia

Segundo o delegado, José estava a 20 metros da mulher que Leonice pretendia acertar. O equívoco deu-se por causa do seu problema de visão. A deficiente visual tem estrabismo e visão baixa. Ela nega o crime.

Versão

À polícia, a suspeita afirmou que o autor dos disparos teria sido o irmão, versão confirmada por ele. Não obstante, os investigadores acreditam que Leonice tenha sido a verdadeira autora do crime.

“Pela dinâmica, pelas testemunhas que estavam no local e pela posição que nos relataram que a vítima e a suspeita estava, tudo leva a crer que foi ela mesma quem atirou contra a vítima”, afirmou o delegado.

A dupla, agora, responderá por homicídio qualificado, com pena que pode variar de 12 a 30 anos.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook