Delcídio incendiário – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Senador Delcídio do Amaral (PT-MS)
Senador Delcídio do Amaral (PT-MS)

Delcídio incendiário

A delação premiada do senador Delcídio do Amaral (PT-MT) na Operação Lava Jato já ganhou o apelido em Brasília de “arrasa quarteirão”. E por mais que alguns setores do Governo Dilma mencionem surpresa e perplexidade diante do ocorrido, é fato que as revelações de Delcídio serviram para antecipar sua saída da prisão e contribuíram para a troca de comando no Ministério da Justiça. Como um legítimo tucano, o petista voou alto para arremessar estrelas no ventilador de Dilma e Lula.

Desmoronamento

Com o trânsito e a legitimidade de quem foi líder do governo, o senador trouxe luz a questões gravíssimas sobre o comportamento ético de Dilma, Lula e do ministro José Eduardo Cardozo para atrapalhar as investigações da Operação Lava Jato. Analistas políticos com vasta experiência na cobertura dos bastidores do poder em Brasília avaliam que as fissuras provocadas no governo pelas revelações bombásticas do senador podem, sim, representar a gota d’água para o impeachment da presidente.

Vice-presidente da República Michel Temer (PMDB)
Vice-presidente da República Michel Temer (PMDB)

Agenda de peso   

O ambiente explosivo em Brasília, com uma sucessão de versões e desmentidos, aumenta a expectativa em torno da presença do vice-presidente Michel Temer amanhã em Goiânia. Ele vai cumprir agenda como presidente nacional do PMDB, a partir das 14 horas no K Hotel, incluindo a capital goiana no roteiro da caravana que o partido realiza. Na sequência, Temer terá uma reunião com empresários na Fieg.

Só desgaste

Os vereadores de Goiânia, com razão, votaram e cobraram da Prefeitura de Goiânia o fim do meio expediente para o funcionalismo público. Na ponta do lápis a economia é irrisória se comparada aos problemas causados no atendimento ao cidadão. Os parlamentares já foram informados que o retorno ao período integral deverá ocorrer nos próximos dias.

LEIA MAIS: Veja quem são os possíveis prefeitos de Goiânia em 2017. PSD e PR definem seus candidatos

Vice, de novo?

Vitorioso na corrida interna pela condição de pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSD, o deputado estadual Francisco Júnior enfrenta agora o desafio de mostrar à sociedade que a postulação é pra valer. Ele foi o vice de Jovair Arantes (PTB) na sucessão municipal de 2012 e muitos o enxergam na base governista como provável vice do tucano Giuseppe Vecci. Enquanto isso o deputado Virmondes Cruvinel – perdeu a votação por 8 a 1 – chora as mágoas por ter sido preterido pela comissão executiva. Cruvinel se considerava o mais preparado para representar o partido.

Comentários do Facebook