Depois da morte de primo, delegada Adriana Carvalho desabafa: “O que adianta desarmar a população?”

#indignada #luto #insegurança
Nenhum de nós escapa à violência. Na noite do último domingo, meu primo Iago, de 19 anos,…

Publicado por Delegada Adriana Carvalho em Terça, 28 de junho de 2016

Em postagem nas redes sociais, a delegada Adriana Carvalho lamentou a perda de um primo seu para a violência e fez um desabafo sobre as políticas de combate à criminalidade no país.

Segundo ela, não adianta tirar as armas de fogo de circulação, já que facas, pedras, pedaços de pau também podem ser usados de maneira letal por pessoas mal intencionadas ou criminosas.

LEIA MAIS: Governo questiona pedido de impeachment de Marconi em nota

A delegada deixou o recado: “É preciso punir os infratores de forma mais severa e endurecer as leis contra os criminosos e a favor da sociedade e das famílias”.

Primo

Na noite do último domingo, o jovem Iago, de apenas 19 anos, foi atingido por dois golpes de faca em Nova Veneza e foi a óbito. Ele tentava separar uma briga quando acabou no meio das agressões. O jovem chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hugol, mas não resistiu à cirurgia.

Continue lendo

Corpo esquartejado é identificado em Palmeiras de Goiás

Motorista de ônibus é espancado ao não parar em local desejado por passageiro

Caixa preta da Lei Rouanet assusta artistas reclamões da corrupção na internet

Comentários do Facebook