Detran libera 19 mil processos bloqueados por falta da simulador

Autoescolas em Goiânia têm mais dois meses para adquirirem equipamento (Foto: Reprodução)
Autoescolas em Goiânia têm mais dois meses para adquirirem equipamento (Foto: Reprodução)

O Departamento Trânsito de Goiás (Detran-GO) realizou um acordo para liberar os  19 mil processos de carteiras de habilitação parados. Depois de bloqueados no início do mês devido à falta do simulador de direção nas autoescolas, o Detran deu 60 dias para que sejam feitas as adequações.

A exigência do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) obriga a realização de, pelo menos, cinco sessões de trinta minutos de duração em simuladores de direção para que candidatos possam tirar suas carteiras de motorista categoria B.

O prazo ia até 31 de dezembro do ano passado, mas nenhuma autoescola conseguiu cumprir a norma. No Estado, apenas uma unidade tem o simulador, no Setor Novo Horizonte, em Goiânia. Porém, o equipamento ainda não está em funcionamento.

LEIA MAIS: Livro de Claudia Leitte financiado com dinheiro público gera revolta na internet

Com tantas pessoas impedidas de obter CNH, o Detran concedeu mais 60 dias para Centros de Formação de Condutores (CFCs) da Grande Goiânia e 120 para os estabelecimentos do interior.

Problema

Segundo os CFCs, a dificuldade está no preço do equipamento (R$ 40 mil) e na falta de oferta de quantidade suficiente para todos os Estados brasileiros. Somente em Goiás, são cerca de 700 autoescolas, por onde passam mais de 10 mil candidatos por mês.

 

Comentários do Facebook