Empresários de Aparecida podem usar Raio X, tecnologia inovadora do Sebrae

Ferramenta faz um diagnóstico da situação das empresas e dá avaliação imediata

Raio X Sebrae Aparecida
Raio X Sebrae ajudará empresários de Aparecida a gerenciar melhor o próprio negócio | Foto: Ilustração

Os empreendedores de pequenos negócios de Aparecida de Goiânia agora podem realizar um diagnóstico da situação atual de suas empresas.

Para obter essas informações, o empresário deve utilizar a nova ferramenta do Sebrae Goiás: o Raio X Sebrae.

Além do diagnóstico, é possível receber uma avaliação imediata dos pontos que merecem atenção e que precisam ser tratados.

Empreendedores que se enquadram no MEI, ME, EPP, incluindo os produtores rurais, podem utilizar a ferramenta.

O Raio X Sebrae

O instrumento é um questionário online e está disponível no Portal Sebrae.

Os empreendedores devem acessar para responder, de forma simples e objetiva, 78 questões de múltipla escolha.

Elas são estruturadas em cinco áreas: Finanças, Planejamento, Marketing, Inovação e Gestão de Pessoas e 17 subáreas do negócio.

Ao acessar, o empresário deverá preencher um cadastro (caso ainda não possua um cadastro no Sebrae).

Em seguida, responder às questões, escolhendo a resposta que melhor representa a situação de seu negócio.

Após conhecer o resultado de sua avaliação (diagnóstico), o empresário receberá uma nota e conhecerá seu desempenho comparado à média geral de outras empresas.

Passo a passo para participar do Raio X Sebrae

1 – Acesse raiox.sebraego.com.br;
2 – Preencha o cadastro com os dados pessoais e da empresa;
3 – Responda às perguntas;
4 – Ao finalizar, leia atentamente as recomendações do Sebrae (feedback) e analise pontos críticos, moderados e confortáveis;
5 – Reflita sobre o que pode ser melhorado e/ou potencializado em sua empresa;
6 – Caso queira, entre em contato com o Sebrae (www.sebraego.com.br ou 0800 570 0800) para agendar atendimento online (a distância) ou presencial.

7 novos empregos que trabalham somente com a internet


Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter

Comentários do Facebook