Escola em Goiânia é incendiada por alunos que queriam apenas “zoar”

Estudantes disseram à polícia que queriam apenas "zoar" quando incendiaram unidade escolar (Foto: Divulgação/PM)
Estudantes disseram à polícia que queriam apenas “zoar” quando incendiaram unidade escolar (Foto: Divulgação/PM)

Foram detidos nessa segunda-feira (25) três jovens suspeitos de incendiar uma escola pública no Setor Chácara dos Buritis, na Região Sudoeste de Goiânia.

O crime foi praticado no final da tarde de domingo (24). Segundo a Polícia Militar, dois maiores de idade e um menor teriam ateado fogo em vários locais diferentes do Colégio Estadual Benedito Lucimar Hesketh da Silva, que fica na Rua do Cerrado, no Condomínio Marques Abreu.

LEIA MAIS: Criminosos tentam assaltar PM, são surpreendidos com tiros e acabam presos em Aparecida

Denúncia

Ao verem as chamas, vizinhos denunciaram o crime e buscas foram realizadas pelo Batalhão Escolar da PM. Foi então que os jovens de 18 anos Gabriel Ferreira, mais conhecido como “Surf”, e Jefferson Alves, apelidado de “Farinha”, além de um menor de 17 anos, o “Toddy”, foram detidos.

Os suspeitos, então, confessaram a autoria do incêndio criminoso e foram levados à Central de Flagrantes.

“Zoar”

Segundo a PM, os três jovens são estudantes da unidade. Eles teriam colocado fogo na escola com o simples propósito de “zoar”, fazer uma brincadeira.

Os maiores de idade responderão por crime de dano qualificado, enquanto ao adolescente será imputado ato infracional análogo.

Comentários do Facebook