Escolas ocupadas em Goiás são notícia no New York Times e já somam 22 no total

Colégio Estadual Murilo Braga, no Setor Vila Nova (Foto: Reprodução/ Secundaristas em Luta)
Colégio Estadual Murilo Braga, no Setor Vila Nova (Foto: Reprodução/ Secundaristas em Luta)

Matéria publicada nesta terça (15) no New York Times, um dos mais importantes diários norte-americanos, afirma que “estudantes brasileiros ocupam escolas para salvá-las”.

Segundo a publicação, estudantes de Goiás tomaram prédios para protestar contra a decisão de entregar a administração de escolas para organizações privadas sem lucro. Relatando as ocupações de escolas em São Paulo, o jornal aponta para evidências de que o governo paulista planeja uma “estratégia de guerra para desacreditar os estudantes”.

Goiás

Contagiados pela experiência em São Paulo e em protesto contra as Organizações Sociais na Educação goiana, estudantes, professores e simpatizantes ocupam 22 escolas em Goiás. As mais recentes ocupações foram o colégio Aplicação Brasil Caiado, na Cidade de Goiás, o colégio Estadual Jad Salomão, em Anápolis e o colégio Estadual Villas Lobos, em Aparecida de Goiânia.

Ocupantes desenvolvem atividades culturais nos colégios (Foto: Reprodução/ Secundaristas em Luta)
Ocupantes desenvolvem atividades culturais nos colégios (Foto: Reprodução/ Secundaristas em Luta)

Convite

Através de sua página no Facebook, os organizadores do movimento convidam qualquer pessoa a visitar as ocupações para reverter “massiva desinformação” promovida pela “mídia goiana”. “Diante da massiva desinformação que a mídia goiana vem jogando, ora ligando o partido a determinados sindicatos, ora a outros, ora a um partido, ora a outro, num misto de circo de horrores do jornalismo. Em resposta a isto, convidamos a todos para verem a verdade.”

Leia mais: Com 22 escolas ocupadas em Goiás, alunos afirmam que governo não quer diálogo 

Comentários do Facebook