Estudante é ferida pela PM e perde visão em protesto contra Temer

Depois de ser ferida por estilhaços de bomba da PM, ela perdeu a visão de um olho (Foto: Reprodução)
Depois de ser ferida por estilhaços de bomba da PM, ela perdeu a visão de um olho (Foto: Reprodução)

A estudante universitária Deborah Fabri, de 19 anos, ferida por bomba da Polícia Militar na manifestação contra o governo Michel Temer na noite desta quarta-feira, 31, no Centro de São Paulo, perdeu a visão do olho esquerdo.

A manifestante publicou em sua rede social o comunicado: “Oi, pessoal, estou saindo do hospital agora. Sofri uma lesão e perdi a visão do olho esquerdo mas estou bem. Obrigada pelas mensagens e apoio, logo, logo respondo todos!!!”

LEIA MAIS: Comurg nega que homem flagrado distribuindo santinhos seja funcionário da companhia

estudante-universitária-cega
Estudante foi ferida no rosto e foi encaminhada ao Hospital dos Olhos e passou por exames |Foto: Divulgação

Ela foi conduzida ao Hospital dos Olhos, no Paraíso, região central de São Paulo na noite desta quarta-feira depois que estilhaços de uma bomba de efeito moral que teria sido disparada pela Polícia Militar (PM) atingiram seu rosto.

estudante-deborah-fabri
Estudante recebe apoio dos amigos |Foto: Divulgação/Facebook

A universitária ferida faz parte do movimento “Levante Popular da Juventude”. O grupo informou por meio de nota que presta solidariedade à jovem. “Não descansaremos até que os responsáveis sejam punidos e ela disponha de todo a assistência necessária”.

A Secretaria de Segurança Pública informou por meio de nota que “a repressão começou depois que um grupo de manifestantes incendiou montes de lixo e lançou pedras contra os policiais. Um policial foi ferido e levado para receber atendimento médico. A SSP não tem informações sobre a jovem atingida no olho”.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook