Em Goianira, estuprador em série é preso após aliciar menor

Após aliciar menor e cometer dois estupros, homem é preso em Goianira | Foto: Ilustrativa
Após aliciar menor e cometer dois estupros, homem é preso em Goianira | Foto: Ilustrativa

Um homem de 37 anos foi preso em Goianira, a 30 km de Goiânia, pego em flagrante tentando aliciar uma menor de idade. Ele também é suspeito de outros crimes de estupro e aliciamento na cidade.

De acordo com a Polícia Militar, foi a mãe da vítima de 15 anos quem acionou a corporação na madrugada desta sexta-feira, 23.

À polícia, a mulher relatou que Ilson de Sá Passos manteve conversas por celular com a menor com o objetivo de violentá-la.

publicidade

Além disso, a mãe da vítima ainda afirmou que o homem já havia estuprado duas mulheres no mesmo setor, o Residencial Triunfo.

Na casa de Ilson, os policiais encontraram as mensagens por meio das quais o suspeito tentava aliciar a menor e realizaram sua prisão.

Logo depois, se deslocaram até o endereço das outras vítimas, que confirmaram as agressões.

LEIA MAIS: Assassinatos, estupro e canibalismo: o crime que chocou Paraúna

Outras vítimas

Uma delas também é menor de idade e contou que, dias atrás, voltava para casa quando foi abordada pelo autor. Ele a agarrou a força e lhe deu um beijo, além de ter oferecido dinheiro para que ela mantivesse relações com ele.

Felizmente, a menina conseguiu se desvencilhar do agressor e fugiu para casa. Indagada sobre o motivo de não ter registrado a ocorrência de imediato, ela relatou que não o fez por medo do autor.

A outra vítima, de 26 anos, relatou ter sido atacada pelo homem há poucos dias quando ia à farmácia no meio da tarde.

Segundo ela, o autor a abordou com uma faca e fez com que ela fosse a casa dele. No local, ele a estuprou.

Além do estupro, ele a feriu na boca com mordidas e a ameaçou de morte caso ela o denunciasse.

Central de Flagrantes

De posse dos depoimentos e de várias mensagens de ameaças do autor registradas nos celulares das vítimas, a PM encaminhou o homem para a Central de Flagrantes de Goiânia.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter