Eu não quero ser vendida!!!!

Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO
Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO

Nunca vi tanto político bom de venda como no Brasil. Não deveriam ser gestores públicos e sim vendedores das coisas públicas.

O Brasil está a venda, só esqueceram de avisar para a sociedade.

Enquanto a população se ocupa em preocupar-se com a necessidade de mais hospitais, boas escolas, melhora na segurança pública, cuidados com as cidades, preservação do patrimônio, economia estável e tudo mais que uma nação precisa, os gestores brasileiros vendem como nunca.

Negociam as empresas, as pessoas, espaços públicos, a biodiversidade e por aí vai…

Não obstante a venda do que é público pela gestão nacional, têm-se os especialistas estaduais e municipais que também trocam o que podem por valores astronômicos e rapidamente os montantes desaparecem em dívidas mirabolantes feitas pelos próprios administradores. Mistérios!!!!!!!!!

Em Goiás e em Goiânia parece não ser diferente, tudo será vendido. A pergunta que fica é: “E quando não houver mais nada a barganhar seremos colonizados ou trocados por meio de escambo?” Eu gostaria de escolher ao menos pelo que ou a quem me permutar.

Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO

Comentários do Facebook