Ex-vereador e ex-presidente do Vila é preso em Goiânia suspeito de matar o cunhado

Investigado foi encaminhado ao Distrito Policial (DP) de Guapó | Foto: Reprodução
Investigado foi encaminhado ao Distrito Policial (DP) de Guapó | Foto: Reprodução

Ex-vereador por Goiânia e ex-presidente do Vila Nova Futebol Clube, o advogado Sebastião Carlos Oliveira foi preso preventivamente nesta sexta-feira, 15, suspeito de matar o próprio cunhado em Guapó, Região Metropolitana da Capital.

A prisão foi realizada após o advogado ter confessado ser o autor da morte do lenhador Hélio Borges, de 66 anos, assassinado em maio deste ano.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Arthur Fleury, o advogado criou empresas no nome do lenhador e gerou dívida de R$ 7 milhões no nome da vítima. Após discussões, Sebastião teria matado Hélio baleado.

A defesa do ex-vereador chegou a alegar legítima defesa no caso. O advogado foi encaminhado ao Distrito Policial (DP) de Guapó.

Lenhador Hélio Borges foi assassinado em maio deste ano | Foto: Acervo pessoal
Lenhador Hélio Borges foi assassinado em maio deste ano | Foto: Acervo pessoal

LEIA MAIS: 30 anos depois, PMs que atuaram no acidente do Césio 137 ganham direito a pensão

O caso

Foi um policial federal rodoviário quem descobriu as dívidas no nome de Hélio após realizar um levantamento sobre a vítima com o objetivo de confirmar se o homem tinha licença para cortar árvores.

“Chamou atenção um simples lenhador, uma pessoa bastante simplória, que não tinha nenhum veículo, nem uma motocicleta para andar, ser o proprietário de uma empresa milionária”, relatou o policial na época para a TV Anhanguera.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook