Com 30 mortes por covid-19, domingo foi de aglomeração na Feira do Garavelo

Boletim aponta 1.690 casos confirmados da doença na cidade. Feirantes, por sua vez, querem a reabertura total do setor, sem as restrições do escalonamento, mas com medidas de segurança

No dia em que Aparecida de Goiânia, confirmou a 30ª morte por covid-19, a Feira do Garavelo foi palco de aglomerações que há meses não eram vistas na cidade.

De acordo com boletim da Secretaria de Saúde, já são 1.690 casos confirmados da doença.

Entre as 4 vítimas fatais registradas no fim de semana estava o sargento da reserva da Polícia Militar Wagner Luiz de Almeida.

Sargento Almeida morreu no sábado (20), em decorrência de complicações da covid-19 | Foto: Reprodução
Sargento Almeida morreu no sábado (20), em decorrência de complicações da covid-19 | Foto: Reprodução

Ele estava hospitalizado e teve uma parada cardíaca devido a complicações da covid-19, indo a óbito na manhã de sábado (20).

Reabertura

Apesar da curva ainda crescente de casos, a Prefeitura de Aparecida destaca ainda estar em um cenário classificado como de baixo risco segundo parâmetros do Ministério da Saúde e segue com a reabertura escalonada das suas atividades econômicas.

Feirantes, por sua vez, não concordam com a medida.

De acordo com diretrizes da Saúde Municipal, as feiras devem seguir um rodízio semanal na cidade, fazendo com que cada banca só possa funcionar 2 vezes por mês.

Insatisfeitos com o esquema, representantes da categoria fizeram atos e levaram à administração uma série de demandas e sugestões.

Manifestação pela reabertura das atividades comerciais na manhã de 3ª feira (16) em frente à Prefeitura de Aparecida | Foto: Folha Z

Manifestação pela reabertura das atividades comerciais na manhã de 3ª feira (16) em frente à Prefeitura de Aparecida | Foto: Folha ZEles querem a reabertura total do setor, sem as restrições do escalonamento, mas com medidas de segurança.

Feira do Garavelo

A realidade vista no domingo (21) em uma das maiores feiras da cidade, no setor Garavelo, foi diferente desse cenário seguro.

Além de bancas sem autorização para abertura, a aglomeração no local chamou a atenção das equipes de fiscalização. Centenas de pessoas trafegaram pelo local.

Feira do Garavelo teve aglomeração no domingo (22) | Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Feira do Garavelo teve aglomeração no domingo (22) | Foto: Reprodução/TV Anhanguera

E, embora a maioria dos frequentadores tenha respeitado o uso obrigatório da máscara de proteção facial, alguns ainda se arriscaram a retirar o equipamento para consumir pastéis e outros alimentos no local, o que também está proibido por decreto municipal.

Agora, o pedido do fim do escalonamento nas feiras ainda será apreciado pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao novo Coronavírus nos próximos dias.

Dois secretários de Mendanha estão com covid-19


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook