filas aglomerações Goiânia Aparecida Caixa
Pessoas formam filas em agências da Caixa em Aparecida e na capital | Foto: Reprodução

Filas extensas têm sido uma vistão constante em agências da Caixa Econômica em Aparecida de Goiânia e na capital.

As pessoas buscam o auxílio emergencial do coronavírus.

Segundo os beneficiários, tanto o aplicativo do auxílio, quanto o Caixa Tem sofrem instabilidade.

Além disso, eles reclamam que o SAC no 111 não funciona, resultando nas filas e a desobediência das recomendações de isolamento social.

“Os aplicativos não estão funcionando, o telefone 111 não está suportando a demanda e, quando por milagre você consegue ser atendido, eles dão informações imprecisas e desligam logo em seguida”, relatou a estudante Raianne Cruz.

Apesar disso, a Caixa Econômica ressalta que todo esse esclarecimento pode ser feito por telefone e pela internet, para evitar aglomerações.

“É difícil resolver por telefone porque o 111 mesmo ninguém atende e pelo site ou aplicativo não entra. Muito difícil tirar dúvidas”, reclamou a leitora Flávia Cristina.

Caixa Econômica Federal, no Setor Garavelo, em Aparecida. Fila enorme! O registro foi feito na manhã desta segunda-feira, 20

123 Likes, 9 Comments – Folha Z (@folhaz) on Instagram: “Caixa Econômica Federal, no Setor Garavelo, em Aparecida. Fila enorme! O registro foi feito na…”

A Caixa

De acordo com o banco, o aplicativo Caixa Tem passará por uma atualização para atender somente os beneficiários do auxílio emergencial, e por isso não está funcionando nesta 2ª feira (20).

Com relação ao aplicativo e site para cadastro, a Caixa afirmou estar funcionando normalmente.

Já no número 111, a empresa pede compreensão da população pois está com um número reduzido de atendentes por conta da medida de isolamento social.

Auxílio emergencial não depende mais de CPF regular


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook