Genarc de Aparecida de Goiânia prende quadrilha de estelionatários que atuava no Setor Garavelo
Genarc de Aparecida de Goiânia prende quadrilha de estelionatários que atuava no Setor Garavelo | Foto: Divulgação / PC

Uma quadrilha de estelionatários que praticava o golpe “Bença Tia” foi presa pela Polícia Civil nesta terça, 11, no Setor Garavelo, em Aparecida.

As prisões resultaram de 1 mês de investigação do Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc).

Após denúncias, a polícia apurou que detentos da Penitenciária Odenir Guimarães praticavam o golpe e utilizavam contas bancárias de laranjas para receber os valores.

O restante da quadrilha, que estava em liberdade, usava os cartões para sacar e repassar o dinheiro para os criminosos.

Prisões

Um dos estelionatários também usava os cartões para simular compras em sua distribuidora de bebidas e fazer uma espécie de lavagem do dinheiro.

Ele foi preso no estabelecimento, logo após uma dessas transações, com 8 cartões bancários no nome de terceiros e R$ 3 mil em dinheiro.

No momento da prisão, o homem ainda ofereceu R$ 100 mil aos policiais para que fosse liberado. Por isso, recebeu voz de prisão por corrupção ativa também.

A ex-mulher desse criminoso foi presa no interior de uma agência bancária quando se preparava para fazer depósitos.

Com ela foram apreendidos R$ 12.600.

Os demais integrantes do grupo foram presos com cartões que eles obtinham de terceiros e repassavam para a quadrilha.

5 a 10 anos

Todos os envolvidos foram autuados por Estelionato e Associação Criminosa para a prática dos crimes.

Além disso, foram apreendidos com o dono da distribuidora 2 veículos, que possivelmente foram adquiridos com valores provenientes dos golpes.

Presos no 1º DP, eles podem receber penas que vão de 5 a 10 anos de reclusão caso sejam condenados.

Agora, a PC trabalha para para identificar outros integrantes da associação criminosa e eventuais vítimas dos estelionatos.

Briga de trânsito na Avenida Rio Verde termina em pancadaria


Acompanhe tudo que acontece em Aparecida de Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook