Quase 2 mil PMs passam a ganhar quatro vezes mais | Foto: Divulgação
Quase 2 mil PMs passam a ganhar 4 vezes mais | Foto: Divulgação

Após extinguir a 3ª classe de soldados, em março de 2019, o governador Ronaldo Caiado irá promover, automaticamente, os 1.985 militares, que hoje estão na 2ª classe da Polícia Militar do Estado de Goiás, para a 1ª classe.

A promoção irá ocorrer no mês de dezembro e sem a necessidade do Teste de Aptidão Profissional (TAP).

Isso significa que cerca de 15% da tropa que, em janeiro de 2019, recebia salário de R$ 1,5 mil passou a ter rendimentos de R$ 5,7 mil e, com a nova mudança, receberá R$ 6,3 mil.

Com nova promoção, quase 2 mil PMs passam a ganhar 4 vezes mais.

O tempo de promoção também foi reduzido.

No rito tradicional, os militares chegariam à 1ª classe em 5 anos.

Mas, desde que o governador Ronaldo Caiado assumiu, ele cumpriu o compromisso de acabar com a 3ª classe da PM e garantiu o reconhecimento da importância dessa categoria.

Histórico

A 1ª medida do governador Ronaldo Caiado para beneficiar este grupo de militares foi extinguir o soldado de 3ª classe, cargo que havia sido criado em 2015, pela gestão anterior, mas que recebia o pior salário do país, cerca de R$ 1,5 mil por mês.

O pagamento da concessão de promoção aos militares vai gerar um impacto de cerca de R$ 66 milhões anuais na folha dos servidores públicos | Foto: divulgação
O pagamento da concessão de promoção aos militares vai gerar um impacto de cerca de R$ 66 milhões anuais na folha dos servidores públicos | Foto: divulgação

A lei que acabou com essa classe dos agentes da Segurança Pública de Goiás foi sancionada em março do ano passado.

A extinção era uma promessa de campanha de Caiado e foi aprovada pela Assembleia Legislativa (Alego).

Com a sanção do governador, deixaram de existir as 3ª classes de soldado no Corpo de Bombeiros, Administração Penitenciária, Polícia Militar e Polícia Civil.

Essa foi apenas uma das medidas tomadas pelo Governo do Estado para proporcionar dignidade e reconhecimento aos profissionais que atuam para reduzir os índices de criminalidade em Goiás.

Em julho deste ano, o governador anunciou que 3.155 integrantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros iriam receber as promoções.

Os valores começaram a ser pagos no último mês de agosto.

O pagamento da concessão de promoção aos militares vai gerar um impacto de cerca de R$ 66 milhões anuais na folha dos servidores públicos.


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook