Detran Goiás alerta para o 'golpe do boleto falso'

Dicas para não cair na armadilha, veja como se prevenir

golpe boleto falso Detran
Com a aproximação do calendário de pagamento do IPVA ao Detran, veja como não cair em golpes | Foto: Ilustração

Proprietários de veículos sofreram um golpe que tem sido aplicado com frequência nos últimos meses em todo o Estado.

Com a aproximação do calendário de pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e Licenciamento, golpistas enviam boletos falsos a residências de donos dos carros.

O proprietário efetua o pagamento mas não se percebe que o título não pertence ao Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO).

Quando o boleto falso é pago, o dinheiro vai para uma conta de uma outra instituição financeira e os débitos permanecem em aberto, já que não pertence ao órgão.

Segundo o Detran-GO, nesse início de ano, já chegaram, informalmente, várias reclamações de proprietários de veículos que caíram no golpe.

Para evitar o prejuízo, a autarquia orienta a verificação com atenção os dados impressos no boleto antes de efetuar o pagamento, para não cair em armadilhas.

Como checar a veracidade do boleto?

Os contribuintes devem checar os dados do veículo, do Detran-GO e se o banco é a Caixa Econômica Federal (CEF).

Na dúvida, segundo o diretor de Atendimento e Inovação do Detran-GO, coronel João Batista Freitas de Freitas Lemes, o proprietário deve entrar no site do órgão ou no aplicativo DetranGO On e gerar um novo documento.

Outra forma de checagem é procurar um posto de atendimento presencial da autarquia ou unidade Vapt Vupt para obter o boleto.

Caí no golpe. E agora?

Como o documento pago foi destinado a uma outra conta diferente, a vítima deve realizar uma queixa formal.

Assim, o Detran-GO acionará a Polícia Civil para que o caso seja investigado.

Golpes pela internet

Em 2017, houve uma outra tentativa de golpe semelhante contra os proprietários de veículos, que ocorreu pela internet.

Foi verificado que criminosos teriam criado domínios na web, com IPs no exterior para dificultar o rastreio, e estavam gerando boletos falsos.

Na época, a Gerência de Tecnologia da Informação bloqueou as páginas identificadas, mas alerta que elas poderão ser reativada se os falsários mudarem o IP novamente.

Por isso, os usuários que optarem por gerar boletos pela internet devem utilizar apenas o site do Detran-GO.

O órgão só utiliza 2 tipos de documentos de cobrança: o Documento Único de Cobrança (DUA) e o boleto, em que aparece a logomarca e o número da CEF.

Portanto, todos os boletos referentes a serviços ou taxas do Detran-GO que estiverem ligados a outras instituições são falsos.

Veja como consultar multas pela placa do veículo no Detran Goiás


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook