Suspeito de matar esposa grávida em Goiânia é preso pela polícia

Após relacionamento conturbado, grávida morta em Goiânia foi agredida pelo marido após ele invadir sua casa| Foto: Arquivo Pessoal
Após relacionamento conturbado, grávida é morta pelo marido após ele invadir sua casa| Foto: Arquivo Pessoal

 

Aginaldo Veríssimo Coelho, de 50 anos, foi preso no início da tarde desta segunda-feira, 4, em Anápolis (GO).

O motorista é suspeito de matar a esposa grávida. O crime ocorreu na madrugada desta segunda no Setor Orienteville, em Goiânia.

publicidade

De acordo com a Polícia Civil, Aginaldo foi localizado por volta das 3 horas da tarde, em um bairro periférico de Anápolis. Ele não resistiu a prisão.

Aginaldo é motorista da dupla sertaneja Henrique e Juliano.

A vítima, Denise Ferreira da Silva, de apenas 32 anos, estava grávida de quatro meses do marido, porém já não convivia com ele.

O casal, no entanto, morava no mesmo condomínio, no Setor Orienteville.

LEIA MAIS: ‘Ele é um monstro’, diz mãe de menina morta pelo pai em Minaçu

O crime
Segundo relatos, o motorista Aginaldo arrombou a casa da vítima, em seguida agrediu Denise, que tentou fugir.

Já na rua, próxima a sua residência, ele a baleou com tiro na cabeça.

Grávida em Goiânia morta pelo marido morava havia cinco anos na capital em razão do relacionamento | Foto: Reprodução/Facebook
Denise, de 32 anos, é natural de São Paulo | Foto: Reprodução/Facebook

Aginaldo atirou duas vezes, porém só uma bala atingiu a vítima. Após o crime, o suspeito fugiu do local.

Delegado titular da Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH), Dannilo Proto comanda as investigações.

Motivação

Segundo a Polícia Civil, a principal suspeita é de que se trata de um crime passional.

Denise, que era vendedora autônoma, demonstrava interesse em se divorciar. Aginaldo, porém, não demonstrava interesse no fim do relacionamento.

O filho de Denise, de 6 anos, não presenciou o crime, como fora anteriormente divulgado em redes sociais e pela imprensa.

A criança dormia no momento do crime.

Segundo parentes e vizinhos, o casal matinha um relacionamento bastante conturbado. Eles teriam se reaproximado em razão da gravidez.

Denise morava na capital havia cinco anos. Natural de São Paulo, ela se mudou em razão do seu relacionamento com Aginaldo. Eles se casaram em novembro do ano passado.

Grávida morta pelo marido estava grávida de quatro meses | Foto: Reprodução/Facebook
| Foto: Reprodução/Facebook

Segundo parentes, o indivíduo já demonstrava postura agressiva.

Toda a família de Denise é de São Paulo. Familiares estão a caminho da capital para liberar o corpo.

A intenção da família de Denise é realizar o velório na capital paulista.

Por meio de nota, a assessoria da dupla Henrique e Juliano comentou o caso.

Confira a nota:

“A dupla Henrique e Juliano e seu escritório tomaram conhecimento do triste fato ocorrido nesta manhã.

Aginaldo Viríssimo trabalha como motorista do ônibus que transporta a equipe para os shows.

Aproveitamos para afirmar que na data do incidente o funcionário gozava de folga e que nosso contato com o mesmo é estritamente profissional.”

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter