“Hipster da federal” é afastado do cargo após conceder entrevista

Policial federal concede entrevista ao programa Encontro com Fátima sem autorização da corporação e foi punido| Foto: Reprodução/Instagram
Policial federal concede entrevista ao programa Encontro com Fátima sem autorização da corporação e foi punido| Foto: Reprodução/Instagram

A Polícia Federal (PF) abriu um processo administrativo contra o policial federal goiano Lucas Valença, que ficou conhecido como “Hipster da Federal”, por conceder entrevistas sem autorização da corporação, segundo informações do colunista do jornal O Globo Anselmo Gois. Presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luís Boudens afirmou que Lucas foi afastado do cargo como forma de punição pela falha.

Caso

Na manhã desta segunda-feira, 24, o agente bonitão participou do programa ‘Encontro com Fátima Bernardes’. Durante a ocasião, o policial disse que ficou surpreso com a repercussão. “Fiquei surpreso demais. Não tinha a menor intenção que isso acontecesse.Tinha uns mil amigos e agora tem mais de 200 mil. Não consigo mais responder para todo mundo”, comentou moço durante a entrevista.

LEIA MAIS: UFG é ocupada por estudantes e trabalhadores contra cortes na educação

Em entrevista à jornalista Fátima, o “hipster da Federal”, como ficou nacionalmente conhecido, destacou também que nos últimos dias adquiriu muitas admiradoras. “Tenho algumas fãs. Tem algumas coisas que não posso falar, mas estou rindo muito com o que as meninas mandam”, confessou o jovem.

O agente ainda deu entrevistas para o Programa do Porchat, na TV Record, e para diversos sites e jornais. O agente ganhou os holofotes da noite para o dia após escoltar o ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha no voo da PF que levou o peemedebista para a prisão da Lava Jato, em Curitiba (PR).

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter

Comentários do Facebook