Homem é diagnosticado com dengue, chikungunya e zika. Ao mesmo tempo

Olho de paciente com zika, dengue e chikungunya (Foto: J. Infect. Public Health/divulgação)
Olho de paciente com zika, dengue e chikungunya (Foto: J. Infect. Public Health/divulgação)

Um grupo de infectologistas colombianos identificou pela primeira vez a ocorrência simultânea de dengue, chikungunya e zika em uma única pessoa. Este é o primeiro caso registrado de infecção por três dos vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti.

O doente é um homem de 49 anos não identificado, que costumava viajar para diversas regiões do país. Por causa desse fator, os médicos estimam que ele foi exposto aos diferentes vírus em diferentes áreas.

O paciente procurou um hospital depois de passar quatro dias com febre de 38°C, conjuntivite e manchas avermelhadas nas costas e nos braços. Todos os exames de anticorpos para detectar os três vírus resultaram positivos.

Combinação

Aparentemente, o doente não manifestou sintomas combinados das doenças, apenas as consequências comuns: avermelhamento dos gânglios linfáticos e inchaço nas pernas.

LEIA MAIS: Ex-ministro da Saúde apoia aborto de fetos com microcefalia

“Nenhum efeito sinergético dessas infecções virais foi observado porque o paciente não precisou de internação e se recuperou após procedimentos clínicos leves”, disseram os médicos.

Alerta

Mas os pesquisadores alertam que agora é preciso ter atenção para a possibilidade de coinfecção em áreas como Brasil e Colômbia, onde circulam três dos quatro vírus mais patogênicos transmitidos pelo Aedes aegypti. O quarto é o vírus da febre amarela, que está controlado na região por campanhas de vacinação.

Comentários do Facebook