Homem é preso após se masturbar ao lado de jovem dentro de coletivo

O suspeito confessou o ato, mas disse à polícia que estava fazendo sexo por telefone com a namorada

O suspeito foi detido na unidade da PRF, em Goiânia | Foto: divulgação
O suspeito foi detido na unidade da PRF, em Goiânia | Foto: divulgação

Um homem foi preso suspeito de se masturbar ao lado de uma jovem estudante, dentro de um ônibus coletivo que fazia a linha Anápolis – Goiânia.

O caso aconteceu na noite desta terça-feira, 27, por volta das 23h.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a estudante ao ver a cena, se assustou, desceu do ônibus em Terezópolis de Goiás e acionou a polícia.

O suspeito foi detido em seguida, na base da PRF.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

Masturbação dentro do ônibus

Assim que foi preso, o homem de 30 anos confessou que se masturbou, mas negou fazer em direção à estudante.

O suspeito disse à polícia ainda que estava fazendo sexo por telefone com a namorada e que ela fazia o mesmo do outro lado da linha.

De acordo com o inspetor Newton Morais, assessor de comunicação da PRF, o homem se sentou ao lado da jovem, mas não em uma poltrona compartilhada.

Ainda conforme Morais, a jovem, ao perceber o que o homem fazia, se sentiu constrangida e desceu do ônibus junto com outras amigas.

Homem detido em Goiânia

Com posse das informações e características físicas do homem, a polícia parou o ônibus e prendeu o suspeito.

“É importante destacar que, independente dele estar se masturbando direcionado ou não à jovem, o fato dele estar fazendo isso em local público, junto com outras pessoas e importando o seu redor configura o crime de importunação sexual”, explicou o inspetor.

O homem foi encaminhado para a Central de Flagrantes de Anápolis (CEF).

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Folha Z (@folhaz) em

LEIA MAIS: De folga, PM noivo da jornalista Silvye Alves prende suspeito de roubo


Acompanhe tudo que acontece em Goiânia seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)