A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia iniciará 2020 com obras nas unidades de saúde, novos serviços e também contratações.

O destaque é para o Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara, que está praticamente pronto, faltando somente os acabamentos finais.

Segundo a prefeitura, será a maior maternidade pública do país com capacidade para realização de 800 a 1.000 partos por mês.

A unidade terá as seguintes especialidades: ginecologia, obstetrícia, neonatologia e pediatria, em caráter ambulatorial e internação terapia intensiva hospitalar.

Após a completa implantação, o Hospital e Maternidade Municipal Célia Câmara constará com 179 leitos, sendo:

  • 62 de obstetrícia;
  • 23 de ginecologia;
  • 10 leitos de UTI neonatal;
  • 9 leitos de cuidados especiais;
  • 10 leitos de UTI pediátrica;
  • 34 leitos de outras áreas;
  • e 31 leitos de internação pediátrica.

Serão realizadas cirurgias pediátricas e neonatais de alta complexidade, como cirurgias cardíacas e neurológicas neonatais.

Outras obras

Quase 90 unidades já passaram por melhorias, como 62 Centros de Saúde da Família, 7 Centros de Saúde tradicionais, 11 Cais/Ciams, 3 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Além de Pronto Socorro Psiquiátrico, Samu, Centro de Referência em Diagnóstico (Cerof), Centro de Referência em Ortopedia (Crof) e a Escola de Saúde Municipal.

No momento, o Cais Cândida de Morais passa por uma ampla reforma. O setor de urgência já está pronto e os trabalhos se concentram agora na parte de ambulatório.

Com a reforma, a unidade terá enfermarias masculina e feminina separadas, sala de isolamento, banheiros acessíveis, sala de isolamento, além de troca de piso e reparos nas redes elétrica e hidráulica.

O serviço de emergência 24 horas do Centro Integrado de Atendimento Médico Sanitário (Ciams) Novo Horizonte, na região Sudoeste, já foi entregue.

O atendimento no Ciams Urias Magalhães, que ficou mais de 2 anos fechado, recebeu melhorias e foi reaberto.

Atualmente oferece atendimento de urgência em tempo integral e é um centro de especialidades médicas e odontológicas.

Cais transformados em UPA

Primeiro foi o Cais Novo Mundo, que passou por reforma e ampliação e agora está em processo de transformação junto ao Ministério da Saúde (MS) para ser qualificado como UPA Porte II.

Isto garante à unidade como principal característica o atendimento aos casos de baixa e média complexidades.

Essa mudança garante recursos do Governo Federal para manutenção.

O Cais Chácara do Governador foi reformado e ampliado para ser transformado em UPA porte II.

Tudo foi discutido com representantes dos servidores, da Associação dos Moradores e Conselho Local de Saúde.

Há ainda o projeto para que o Cais Guanabara também seja transformado em UPA.

Também já estão licitadas as construções das novas unidades de Saúde da Família do Setor Santa Helena e do Vale dos Sonhos.

Novos serviços

Neste ano de 2019, a SMS afirmou que deve fechar com 16 milhões e 500 mil procedimentos, aproximadamente 6% a mais que o ano de 2018.

Até o mês de agosto, foram realizadas em Goiânia 2 milhões e 203 mil consultas pelo SUS.

Do total, 1,1 milhão foi custeada por Goiânia e o restante pelos municípios pactuados que enviaram pacientes.

Também de janeiro a agosto, a SMS realizou 96.134 procedimentos odontológicos pelo SUS e 112.122 visitas domiciliares foram feitas por agentes comunitários.

Contratação de profissionais de Saúde

Em 2019, foram contratados 703 profissionais da área de saúde, sendo 480 médicos em diversas especialidades, 77 auxiliares de enfermagem para os centros de Saúde da Família, 70 técnicos de enfermagem para as unidades de Saúde Mental, 49 técnicos de laboratório e 27 técnicos de radiologia.

Saúde Fácil: Passo a passo para marcar consultas no app da Prefeitura de Goiânia


Acompanhe o Folha Z no FacebookInstagram e Twitter

Comentários do Facebook