Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Rodrigo Jogo Limpo

Krebs encaminhou ofício solicitando informações sobre outros padres e pastores empregados na Assembleia Legislativa / Foto: divulgação
Promotor Fernando Krebs foi ameaçado de morte por antigo membro do extinto Simve. Leia -> https://www.folhaz.com.br/noticias/membro-simve-irritado-com-exoneracao-declara-que-gostaria-de-dar-um-tiro-de-12-na-cabeca-promotor-fernando-krebs/ (Foto: divulgação)

Krebs, o “senhor polêmica” (I)

Gostem ou não da forma de atuação do promotor Fernando Krebs, o mínimo que se exige é respeito ao trabalho desenvolvido por ele no Ministério Público. Por isso não há o menor exagero em comunicar o caso de ameaça por parte de integrantes do Simve ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski. E muito menos em cobrar explicações de blog governista por tentativa de intimidação.

Krebs, o “senhor polêmica” (II)

Uma das principais marcas de Fernando Krebs enquanto promotor em Goiás é investigar possíveis ilegalidades em todas as esferas públicas, indistintamente. Por isso recebeu o apelido de “senhor polêmica” em face da contundência com que se comporta. Ninguém está imune a possíveis exageros no dia-a-dia, mas Krebs tem cometido muito mais acertos do que erros. Só quem não concorda são aqueles que, vergonhosamente, o ameaçam.

Cada um na sua

O deputado federal Alexandre Baldy e o agora assessor especial Antônio Faleiros, ambos do PSDB, são exemplos de como é complicado comprar briga com o governo de plantão sem possibilidade prática de rompimento. O primeiro se inviabilizou como candidato ao diretório regional do partido criticando duramente as medidas da Ana Carla Abrão Costa à frente da Secretaria da Fazenda. O segundo bateu diretamente em Marconi Perillo por não valorizar companheiros e hoje, constrangido, tenta suavizar as palavras. Resumindo: é proibido dar passo maior do que a perna.

Pesadelo na comunicação

Profissionais de imprensa continuam com o cabelo em pé na capital. Ainda existe possibilidade de novas demissões em pelo menos três veículos de comunicação até o final do semestre. Os proprietários estão correndo atrás de apoio na iniciativa privada para suprir sensível queda nos contratos com a área pública. Com quase 30 anos de experiência no mercado jornalístico, um empresário resumiu a crise no setor: “Estamos pagando caro pela acomodação e dependência do governo estadual nos últimos anos. O sono profundo virou pesadelo”.

Nas redes sociais, internautas estão acostumados com a irreverência de Bonner, diferente da postura na bancada (Foto: Reprodução / Instagram)
Nas redes sociais, internautas estão acostumados com a irreverência de Bonner, diferente da postura na bancada (Foto: Reprodução / Instagram)

Boa noite!

É inegável que a programação jornalística da Rede Globo, incluindo noticiários nacionais e regionais, mudou para melhor com doses de informalidade entre os apresentadores. O padrão gelado de outrora deu lugar ao improviso, críticas e até brincadeiras no vídeo. Aí mora o perigo. Tudo em excesso acaba causando efeito contrário. Chico Pinheiro, do Bom dia Brasil, sempre teve estilo natural e descontraído. O mesmo ocorre em relação a Sandra Annenberg, do Jornal Hoje. Já com William Bonner, do Jornal Nacional, a lapidação será bem mais demorada.

Quem quer dinheiroooo!!!

Se errou a mão com o cantor Roberto Carlos, o Grupo JBS acertou ao tentar a contratação do comunicador Silvio Santos, dono do SBT, como segundo garoto-propaganda da marca Friboi. Carisma e autenticidade são com ele mesmo. Os R$ 40 milhões não sensibilizaram o homem do baú, que declinou do convite. Enquanto isso o ator Tony Ramos segue transferindo credibilidade à carne Friboi e certamente deverá elevar as cifras na próxima renovação de contrato.

Comentários do Facebook