JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Rodrigo Jogo Limpo

Incoerência

Marconi-Perillo
Marconi Perillo (PSDB)

Como em política a versão é bem maior do que o fato, o governador Marconi Perillo (PSDB) deu um tiro no pé ao reajustar em 25% os salários do 1º escalão do governo. Seu projeto de enxugamento da máquina administrativa e a visibilidade que isso vinha lhe rendendo na mídia nacional agora esbarram numa medida impopular e de forte apelo oportunista. Exatamente o contrário do que fez Aécio Neves em MG, quando promoveu grandes mudanças e cortou seu salário de governador pela metade.

Lado da notícia

Justiça seja feita ao jornalismo praticado na redação do jornal O Popular por tratar temas polêmicos de maneira equilibrada e imparcial. Assim ocorreu com as propostas de pagamento retroativo do auxílio-moradia para magistrados e promotores, reajuste do IPTU na Câmara e aumento de 25% nos salários do governador, vice e auxiliares. Infelizmente, outros veículos de comunicação se voltam apenas para alguns exageros e ignoram os demais.

Calvário

Dos quatro vereadores eleitos pelo PT, apenas um ainda resiste. Pedro Wilson deixa a Amma. PMDB bem próximo do desembarque. Derrotas e mais derrotas na Câmara Municipal, além de sucessivos embates com a imprensa e entidades de classe. E ainda tem a frágil manutenção dos serviços básicos. Eis um breve resumo do que se transformou a gestão do prefeito Paulo Garcia (PT).

Rejeição

As virtudes e os defeitos de um governante decorrem da rápida resposta às demandas administrativas, importância dada à articulação política e da humildade para o diálogo com outros segmentos organizados. Não é por acaso que 85% dos goianienses reprovam a administração municipal, segundo levantamento do Instituto Grupom.

Filme repetido

Wagner Lopes, treinador do Goiás para 2015
Wagner Lopes, treinador do Goiás para 2015

A contratação pelo Goiás do técnico Wagner Lopes, ex-Atlético, é a sinalização clara de que o clube tem quatro objetivos em 2015: montar um time caseiro e limitado, ganhar o título estadual, poucas pretensões na Copa do Brasil e permanência na Série A. Mais do que isso pode ser considerado “milagre” do novo treinador e do seu colega Harlei, ex-goleiro e agora gerente de futebol.

Martírio pós urnas

A novela da rejeição das contas de campanha por parte da justiça eleitoral é tão complexa, e longa, que a imprensa costuma não dar muita visibilidade. Mas o detalhe é que 13 candidatos, eleitos e não eleitos em outubro, estão apresentando novos documentos e justificativas ao Tribunal Regional Eleitoral. Em caso de insucesso ainda é possível recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral.

Lista dos 13

Nomes dos políticos com as contas rejeitadas até o momento pelo TRE/GO: Eliane Pinheiro (PMN), Nédio Leite (PSDB), Gustavo Sebba (PSDB), Dr. Antônio (PDT), Lucas Calil (PSL), Álvaro Guimarães (PR), Diego Sorgatto (PSD), José Lima (PDT), Dalson Borges Gomes (PHS), Júlio da Retífica (PSDB), Gugu Nader (PT), pastor Washington Luiz Albuquerque (PSC) e Adib Elias (PMDB).

Comentários do Facebook