Vítima de 19 anos foi mantida em cárcere privado pelo agressor em Aporé (GO) | Foto: Reprodução / TV Anhanguera
Vítima de 19 anos foi mantida em cárcere privado pelo agressor em Aporé (GO) | Foto: Reprodução / TV Anhanguera

Um homem de 26 anos foi preso suspeito de espancar uma mulher grávida com chutes e socos em Aporé, no sudoeste de Goiás, fazendo com que ela perdesse o bebê.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima, de 19 anos, também foi mantida em cárcere privado pelo agressor.

Foi segunda, 6, após uma denúncia, que a polícia chegou até a residência, na qual a jovem, no 4º mês de gestação, estava presa.

Os dois viviam juntos havia quase 2 anos e têm uma filha de 8 meses.

Segundo a investigação, eles se conheceram pela internet.

Depois de alguns meses de relacionamento, o homem começou a ser violento com a jovem.

“Ao longo do relacionamento aconteceram agressões com cordas e correntes. No cárcere, foram por meio de socos e chutes, resultando no aborto. Ela foi ao hospital com o feto já morto”, relatou o delegado responsável pelo caso, Marlon Souza.

Detido no presídio de Itajá, o suspeito deve responder por lesão corporal gravíssima devido ao aborto, cárcere privado, estupro e ameaça.

Policial da Rotam ferido em perseguição segue internado no Hugo


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook