Mãe de gêmeos conta o desespero ao ver os filhos sendo mortos: “Meus filhos eram anjos, inocentes, não sabiam o que estava acontecendo”

Mãe pede justiça |Foto: Reprodução/TV Anhanguera
Mãe pede justiça |Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Mãe dos gêmeos assassinados pelo vaqueiro Antônio Ribeiro MatosTaís Araújo de Oliveira Paula chorou ao relatar os momentos de desespero que viveu ao ver os filhos sendo agredido, em entrevista à TV Anhanguera

“Ele arrebentou a porta e um dos meus filhos estava perto. Aí ele pulou e eu corri para pegar meu filho que estava assustado. Aí ele já veio, percebeu que eu estava saindo, veio por trás. Aí puxou meus cabelos e passou a faca. Já foi pegando meu filho e o jogou no chão. Aí eu corri e fui acudir o David, que estava caído, e ele foi pegou o Lucas e o jogou também. Quando eu fui acudir eles, ele me deu a facada nas costas”, explicou.

Justiça

Durante a entrevista, a moça pediu que o rapaz fosse punido. “Meus filhos eram anjos, inocentes, não sabiam do que estava acontecendo. Espero que ele pague pelo que fez. Pague pior do que ele fez com meus filhos”, contou pedindo justiça.

Unifan Bolsas de até 70% – 300×250

LEIA MAIS: Gêmeos de 11 meses são espancados até a morte em São Miguel do Araguaia

Taís morava na casa com as crianças e teria namorado apenas um mês com o vaqueiro. Segundo a Polícia Militar (PM), ele matou os bebês por não aceitar o término do relacionamento. Ele foi preso na manhã desta quarta-feira (10), na fazenda onde trabalhou, na mesma cidade em que ocorreu o crime. Por motivos de segurança, ele foi ouvido na delegacia da cidade vizinha, em Porangatu.

Acompanhe o Folha Z no Facebook, Instagram e Twitter