Marconi cria subclasse nas polícias Civil e Militar com um dos menores salários do Brasil

Governo anunciou a criação dos cargos de agente de 4ª classe para a PC e soldado de 3ª classe na PM / Foto: Governo de Goiás
Governo anunciou a criação dos cargos de agente de 4ª classe para a PC e soldado de 3ª classe na PM / Foto: Governo de Goiás

► No caso dos agentes de 4ª da PC, o salário ficará entre os cinco piores do Brasil, se igualando aos estados de Rio Grande do Norte, Acre, Alagoas e Paraíba. Novos militares também serão nivelados por baixo

Ao anunciar na tarde de segunda-feira, dia 7, a realização de concurso público para preencher três mil vagas, sendo 2,5 mil para a Polícia Militar (PM) e 500 para a Polícia Civil (PC), o governador Marconi Perillo anunciou também que a lei deve ser alterada para a criação dos cargos de agente de 4ª classe para a PC e soldado de 3ª classe na PM, cujo requisito será a formação no ensino médio. Atualmente, a carreira exige escolaridade superior.

O salários desses novos policiais, já chamados de subclasse (classe inferior) de policias, será de cerca de R$ 1,5 mil com insterstício de, no mínimo, cinco anos para promoção. “Nós temos um impedimento em relação a novas contratações por conta de termos ultrapassado o limite prudencial, mas já temos informações internas que nos indicam que possivelmente teremos condições de já fazer essas contratações”, justifica o governador.

Conforme publicado pelo jornalista e analista político Ronaldo Coelho, no Aparecida 365, a notícia da criação desses cargos de nível médio com salário reduzido desagradou as entidades representativas dos policiais militares e civis e desestimulou jovens universitários que pensavam em seguir carreira nessas corporações.

Piores salários

Caso seja confirmada a criação dos cargos de agente de 4ª classe para a PC e soldado de 3ª classe na PM a polícia de Goiás passará a pagar um dos piores salários para policiais civis e militares do País.

“Houve avanço numa época e agora há retrocesso”, afirma Ronaldo Coelho
“Houve avanço numa época e agora há retrocesso”, afirma Ronaldo Coelho

O Secretário de Segurança Pública, José Eliton, defendeu a medida e disse que apenas dois estados da Federação, entre eles Goiás, exige curso superior para ingresso nas polícias e que é normal voltar a aceitar o nível médio. Para Ronaldo Coelho do Aparecida 365 “houve avanço numa época e agora há retrocesso”.

LEIA MAIS: MP e MPF recomendam retirada de novo comandante do policiamento de Goiânia 

José Eliton disse ainda em entrevista à TV Anhanguera que o salário de R$ 1,5 mil é apenas referência e que com todas as gratificações e direitos será a cerca de R 3 mil.

Mesmo assim estará configurada uma subclasse nas polícias Civil e Militar do Estado e ela ficará bem caraterizada no salário. Mesmo recebendo os R$ 3 mil, este valor fica bem abaixo do salário de um policial militar de Goiás, em início de carreira, que é de R$ 4.485,92 conforme dados de 2015 da Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais e Corpo de Bombeiros Militares do Brasil (Anermb).

Cinco piores do Brasil

No caso dos agentes de 4ª da PC, o salário ficará entre os cinco piores do Brasil, se igualando aos estados de Rio Grande do Norte, Acre, Alagoas e Paraíba.

São salários equivalentes ao que o governo pagava aos soldados do Serviço de Interesse Militar Voluntário (SIMV), extinto por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF)

A expectativa é de que o prazo entre a publicação do edital do concurso até a convocação dos aprovados dure, em média, um ano. Outra medida será a contratação de 230 aprovados no último Concurso Público da Polícia Técnico-Científica em até 30 dias. O ofício com a solicitação será encaminhado à Casa Civil.


Salário dos policiais militares no Brasil em 2015
► Estado Salário inicial

1 BRASILIA R$ 7.190,98
2 RONDÔNIA R$ 5.952,80
3 TOCANTINS R$ 4.872,80
4 GOIAS R$ 4.485,92
5 SANTA CATARINA R$ 4.173,85
6 MINAS GERAIS R$ 4.098,01
7 PARANÁ R$ 3.651,75
8 ALAGOAS R$ 3.368,86
9 CEARÁ R$ 3.336,14
10 MARANHÃO R$ 3.333,57
11 ACRE R$ 3.278,65
12 AMAPÁ R$ 3.230,02
13 RONDÔNIA R$ 3.182,66
14 PARÁ R$ 3.155,49
15 PIAUÍ R$ 3.101,21
16 MATO GROSSO R$ 3.067,40
17 MATO GROSSO DO SUL R$ 3.055,49
18 RIO DE JANEIRO R$ 2.909,50
19 RIO GRANDE DO NORTE R$ 2.904,01
20 SÃO PAULO R$ 2.901,63
21 AMAZONAS R$ 2.726,37
22 SERGIPE R$ 2.702,78
23 PERNAMBUCO R$ 2.819,88
24 ESPIRITO SANTO R$ 2.632,97
25 RIO GRANDE DO SUL R$ 2.632,88
26 PARAÍBA R$ 2.548,16
27 BAHIA R$ 2.497,79

Fonte: Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais e Corpo de Bombeiros Militares do Brasil (Anermb)

Salário dos policiais civis no Brasil em 2015

DF. R$ 8.698,17
AM R$ 6.248,59
PA R$ 5.246,26
PR R$ 5.024,45
TO R$ 4.780,00
ES R$ 4.348,72
RR R$ 4.335,95
MT R$ 4.101,90
MG R$ 4.098,39
AP R$ 4.025,00
RJ R$ 3.967,45
SC R$ 3.897,87
SE R$ 3.736,00
MS R$ 3.668,00
RS R$ 3.668,00
SP R$ 3.500,00
PI R$ 3.494,35
BA R$ 3.434,00
RO R$ 3.332,46
PE R$ 3.276,42
GO R$ 3.267,57
CE R$ 3.136,22
MA R$ 3.127,00
RN R$ 3.022,11
AC R$ 2.940,00
AL R$ 2.915,85
PB R$ 2.540,19

Fonte: A Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol)

Comentários do Facebook