Marconi não para de inventar – JOGO LIMPO com Rodrigo Czepak

Jogo Limpo com Rodrigo Czepak

Governador Marconi Perillo (Foto: Reprodução)
Governador Marconi Perillo (Foto: Reprodução)

Marconi não para de inventar

O governador Marconi Perillo (PSDB) tem se especializado em criar nomes para programas voltados, hipoteticamente, ao desenvolvimento do estado. “Avança Goiás”, “Inova Goiás” e agora o “Goiás Mais Competitivo” são algumas das terminologias que estão provocando um verdadeiro nó na cabeça dos auxiliares, perdidos em meio a tantos factoides. Enquanto isso o cidadão comum já elegeu o programa dos sonhos para Marconi assumir como prioridade: “Trabalha Goiás”.

Pressão agora é física

As cobranças por maior agilidade administrativa do governador deixaram de ser apenas virtuais e passaram para o olho no olho. Hoje pela manhã cerca de 100 pessoas bloquearam a BR-080 para cobrar recuperação do asfalto e ampliação do abastecimento de água em Padre Bernardo. Marconi acreditava, piamente, que conseguiria empurrar por mais tempo seu quarto mandato vendendo a ilusão de investimentos internacionais no Estado e avanços econômicos proporcionados pela iniciativa privada. Caiu do cavalo.

Cabeça de burro

E continua o inferno astral do governador com a sucessão eleitoral em Goiânia. Mesmo descartados no PSDB, Jayme Rincón (Agetop) e o delegado Waldir não se cansam de protagonizar manchetes e notas que abalam a imagem da base aliada. Na memória de Marconi está bem fresca a coleção de derrotas eleitorais na capital com Lúcia Vânia (2000), Sandes Júnior e Pedro Wilson (2004), novamente Sandes Júnior (2008) e Jovair Arantes (2012).

Flávio Buonaduce e Lúcio Flávio competem pela liderança da OAB-GO (Foto: Reprodução)
Flávio Buonaduce e Lúcio Flávio competem pela liderança da OAB-GO, páreo completado por Enil Henrique (Foto: Reprodução)

Independência

Sem entrar no mérito dos pontos fortes e pontos fracos das candidaturas de Lúcio Flávio, Enil Henrique e Flávio Buonaduce à OAB-GO, a pergunta que não quer calar: qual dos três seria capaz de posicionar a instituição contra ações governamentais que prejudiquem o cidadão em Goiás? Presidente nacional da OAB, Marcus Vinícius Coelho ensinou o caminho ao se empenhar pelo adiamento da cobrança do Simples Doméstico. Um pouco de atitude ajudaria a resgatar a credibilidade da OAB-GO.

Catalão de intrigas

Rusgas entre governantes e seus vices andam cada vez mais comuns no noticiário. Dois exemplos recentes: as caneladas entre Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB) em Brasília e o estranhamento de Paulo Garcia (PT) e Agenor Mariano (PMDB) em Goiânia. Mas nada se compara à temperatura política de Catalão, município marcado pelo interminável acirramento entre os grupos do prefeito Jardel Sebba (PSDB) e do deputado estadual Adib Elias (PMDB).

Eu, hein!

Recentes declarações públicas de Jardel Sebba e do vice Rodrigão comprovam o “nível” das estocadas entre o prefeito e seu ex-aliado, hoje ferrenho inimigo. De Jardel: “Pela primeira vez em anos, Praça do Rosário é entregue à população após a festa. Tenho o saco roxo não, é branco, mas cumpro palavra. A cada mentira vamos falar uma verdade deles”. Resposta de Rodrigão: “Não estendo a mão para cumprimentar o prefeito. Nossa questão é pessoal. Na Festa do Rosário eu dancei de costas para não ver ele (prefeito)”.

Comentários do Facebook