Hugo apura denúncia de que médico com covid-19 teria se recusado a usar EPIs | Foto: Reprodução
Hugo apura denúncia de que médico com covid-19 teria se recusado a usar EPIs | Foto: Reprodução

O Conselho Estadual de Saúde investiga a denúncia de que um médico residente em ortopedia do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) diagnosticado com covid-19 teria se negado a usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).

A denúncia partiu de colegas do profissional, que agora é alvo de um processo de apuração disciplinar aberto pela unidade de saúde.

Afastado de suas funções, o homem não teve sua identidade revelada pelo Hugo.

Hugo

Por meio de nota, o hospital apontou que “o profissional em questão foi repreendido pela direção que, de imediato, instaurou um processo de apuração disciplinar a fim de apurar a questão, fornecendo amplo e irrestrito direito de defesa ao denunciado”.

A unidade ainda reforçou que o médico passou por treinamento e foi orientado a utilizar os EPIs.

Além disso, ele também teria sido afastado assim que apresentou os sintomas da doença.

“O Hugo salienta que não admite tal comportamento e que, caso se comprove fato a denúncia, medidas devem ser tomadas a respeito”, descreveu a nota.

Coronavírus: Bairros de Goiânia dobram casos e Região Central lidera


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook