Médium goiano é suspeito por mortes após cirurgias espirituais

Médium investigado por mortes de pessoas que passaram por cirurgias espirituais diz ser inocente

Médium Antônio Miguel denunciado
Polícia Civil investiga nova denúncia contra o médium Antônio Miguel | Foto: reprodução/TV Anhanguera

O médium Antônio Miguel Rodrigues, 53, foi denunciado nesta quarta-feira, 16, por um idoso após passar por uma cirurgia espiritual.

A vítima, Pedro Pereira de 80 anos, afirma à Polícia Civil que teve um dos olhos perfurado após operação mal sucedida.

O idoso ainda relatou que desembolsou R$ 250 pelo procedimento.

Morador da cidade de Santa Maria da Vitória (BA), Pedro é agricultor. Ele procurou o líder religioso em agosto de 2018.

O idoso estava com dificuldades para enxergar com um dos olhos.

Em busca de tratamento

O agricultor se mudou para Aparecida de Goiânia em busca de tratamento.

Pedro Pereira vendeu parte do rebanho para se manter na cidade.

A delegada responsável pelas investigações, Cybelle Tristão, disse que houve uma lesão corporal de natureza gravíssima.

Além disso, ela relatou que o idoso foi operado com instrumento que tinha cerca de 30 cm, mas que ele não soube identificar o que era.

Ainda de acordo com a delegada Cybelle, existem casos que, após o fracasso no procedimento, o líder religioso culpou os próprios pacientes justificando falta de fé por parte das vítimas.

Médium investigado

Médium Antônio Miguel
Médium Antônio Miguel, em entrevista à TV Anhanguera. Ele é investigado pela polícia por 4 mortes após cirurgias espirituais | Foto: reprodução

O médium Antônio Miguel é investigado pela morte de 2 pessoas em Barreiras, na Bahia, e 2 em Aparecida.

O advogado do acusado, Daniel Rocha, afirmou que todos que procuraram o médium tinham o diagnóstico já existente e na última hora buscaram auxílio espiritual.

Familiares das vítimas relataram à polícia que o médium usava objetos perfurantes, como tesouras e bisturis.

O advogado nega que Antônio Miguel tenha utilizado objetos cortantes.

A Polícia Civil de Goiás ainda procura elementos na investigação para definir se pode ou não prender Antônio Miguel.

O médium alega ser inocente das acusações.

LEIA MAIS: Ativista denuncia que João de Deus escravizava jovens para vender bebês


Acompanhe tudo que acontece em Goiás seguindo o Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook