Estuprada pelo tio, criança de 10 anos passa por aborto no PE | Foto: Annie Spratt/Unsplash
Estuprada pelo tio, criança de 10 anos passa por aborto no PE | Foto: Annie Spratt/Unsplash

Uma menina de 10 anos que engravidou após ter sido estuprada pelo tio passou por procedimento de aborto em um hospital de Pernambuco na tarde de domingo (16).

A gravidez foi constatada depois que a criança passou mal e foi levada para uma consulta, na qual enfermeiros observaram sua barriga “estufada” e solicitaram exames.

Natural do Espírito Santo, a família da vítima teve que viajar para conseguir o acesso legal à interrupção da gravidez depois que ele foi negado na 1ª unidade de saúde que a atendeu.

Levado à Justiça, o caso recebeu sentença favorável do juiz Antônio Moreira Fernandes, da Vara da Infância e da Juventude, que respondeu a um pedido do Ministério Publico do Espírito Santo (MPES).

Na decisão, o magistrado citou a fala de um dos profissionais que atendeu a criança: “ela apertava contra o peito um urso de pelúcia e só de tocar no assunto da gestação entrava em profundo sofrimento, gritava, chorava e negava a todo instante, apenas reafirmando não querer”.

No hospital de Recife, o procedimento teve que ser realizado sob escolta policial depois que grupos antiaborto vazaram a localização da instituição e convocaram protestos para impedir que a menina fosse atendida.

Grupos antiaborto convocaram protestos para impedir que a criança fosse atendida em hospital do Recife | Foto: Reprodução
Grupos antiaborto convocaram protestos para impedir que a criança fosse atendida em hospital do Recife | Foto: Reprodução

A criança estava acompanha da avó na viagem.

No final da tarde de domingo (16), médicos do Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) iniciaram o processo intitulado “óbito fetal”, que leva de 12h a 24h.

Na manhã desta 2ª feira (17), o médico Olímpio Barbosa de Moraes Filho disse em entrevista à TV Gazeta que a menina está bem, deve receber alta nos próximos 2 dias e já poderá retornar ao Espírito Santo.

Estuprador segue foragido

Com mandado de prisão preventiva aberto, segue foragido desde o dia 12 de agosto o autor do crime.

Segundo a investigação, o principal suspeito é tio da vítima.

A apuração também apontou que a violência era recorrente e teria ocorrido desde que a criança tinha 6 anos de idade.

A médicos que a atenderam, ela disse que não contou nada aos familiares porque tinha medo do agressor.

LEIA MAIS 👉 Covid-19: Morre ex-pároco da Matriz de Aparecida Padre Cássio Augusto


Acompanhe a Folha Z no Instagram (@folhaz), no Facebook (jornalfolhaz) e no Twitter (@folhaz)

Comentários do Facebook